Em 2019, a Apple lançou o iOS 13, e o Google lançou o Android 10 — sistemas operacionais móveis bem construídos e maduros, que oferecem praticamente todos os recursos que você pode querer. Ou não. Temos algumas ideias sobre como a Apple e o Google podem ir mais longe em 2020.

Como sempre, também estamos ansiosos para saber o que você pensa. Você provavelmente vive grande parte da sua vida no Android ou no iOS, então, quais melhorias gostaria de ver? Quais são as lacunas existentes em recursos e funcionalidades? Dê sua opinião nos comentários.

1) Alterar os padrões (iOS)

O iOS sempre fez você usar o celular da maneira que a Apple deseja. Para muitas pessoas, está tudo bem. Uma mudança que gostaríamos de ver aqui, porém, é a possibilidade de definir aplicativos padrão diferentes para e-mails, fotos, links da Web etc. Não faz sentido que você ainda precise usar os aplicativos nativos da Apple como padrão quando há tantas alternativas por aí. Algumas soluções alternativas estão disponíveis, mas ainda é uma das grandes frustrações do iOS.

2) Widgets melhores (Android e iOS)

A Apple tentou colocar os widgets na Central de Notificações e na tela inicial do iPad. Já o Google parece ter desistido deles. Mas tanto o Android quanto o iOS poderiam usar melhor esse recurso. Mais informações, atalhos mais intuitivos para tarefas específicas e comumente usadas em aplicativos (como tirar fotos ou fazer check-in), melhores designs, entre outras coisas. O widget da agenda e da previsão do tempo na tela inicial do Pixel é um bom começo.

3) Notificações mais inteligentes (Android e iOS)

As notificações percorreram um longo caminho no Android e iOS, e muitos dos problemas antigos foram tratados. Dito isso, ainda há espaço para melhorias: ainda não temos controle suficiente sobre o que faz nossos telefones tocarem ou não, especialmente dentro de aplicativos e no modo Não perturbe. Agora, com os aparelhos cheios de inteligência artificial, os smartphones deveriam ser capazes de aprender rapidamente os aplicativos, as pessoas e os alertas com os quais realmente nos importamos.

4) Mais opções de personalização (Android e iOS)

O Android sempre esteve à frente aqui, com todos os tipos de launcher disponíveis para ajustar a aparência do seu telefone. Mesmo assim, gostaríamos de ver as opções de temas que foram prometidas para o Android 10 se transformarem em um recurso completo. Quanto ao iOS, poder fugir das linhas e colunas padrão dos ícones de aplicativos seria um bom começo. Depois que a Apple descobrir como fazer isso, poderá começar a correr atrás do Android.

5) Gravação de tela nativa (Android)

Um dos recursos que apareceram brevemente nas primeiras versões beta do Android 10 foi um gravador de tela embutido, algo que o iOS já possui. No entanto, ele foi retirado antes do lançamento final. Por isso esperamos que ele retorne no Android 11, ou talvez até antes disso. Existem muitas opções de aplicativos de terceiros para registrar o que acontece na tela do Android, mas ter uma opção integrada facilita muitas tarefas.

6) Melhor integração com outros dispositivos (Android e iOS)

Nossos telefones deveriam funcionar melhor com outros dispositivos nesse estágio, seja a sincronização sem fio entre laptop e celular, seja para visualizar notificações em vários dispositivos ou seja para controlar a mídia de outros aparelhos pelo smartphone. Já existem várias soluções de terceiros para cada um desses exemplos, mas tudo é fragmentado e depende de quais outros dispositivos você está usando, o que complica a vida do usuário.

7) Tela sempre ativada (iOS)

A Apple pode muito bem achar que a duração da bateria é mais importante do que uma tela sempre ativa, mas o recurso provou sua utilidade no Android: depois de se acostumar a ver as horas e as notificações só de bater o olho, precisar pegar o telefone para visualizar o que está na tela de bloqueio parece antiquado. Vamos torcer para que parte da tecnologia usada na tela sempre ativa do Apple Watch Series 5 vá para o próximo iPhone.

8) Telas iniciais mais inteligentes (Android e iOS)

O Android e o iOS tentam sugerir aplicativos que talvez você queira abrir com base no seu histórico de uso e na hora do dia. No entanto, pelo menos em nossa experiência, essas inovações não funcionam muito bem. Depois de uma semana, um telefone moderno deveria ter percebido que você desliga as luzes inteligentes e coloca um podcast para tocar todas as noites antes de dormir e, assim, oferecer essas opções bem na sua cara na hora certa. A Apple e o Google começaram a dar os primeiros passos nesta área, pelo menos.

9) iMessage para Android (Android)

O iMessage continua sendo um dos principais motivos pelos quais os proprietários de iPhone preferem o iPhone. Mesmo assim, o Google sempre falhou em desenvolver um concorrente. A mais recente tentativa da empresa parece ser o uso do RCS, uma atualização do SMS, em vez de lançar outro aplicativo de mensagens. Ele tem alguns problemas, sendo o principal deles a falta de criptografia de ponta a ponta. A Apple oferecer suporte ao RCS parece tão provável quanto a lançar um iMessage para Android no momento.