Várias empresas têm se voltado para o WhatsApp como forma de atendimento automático — você começa uma conversa, escolhe as opções que deseja e tem seu problema resolvido (ou não) sem precisar fazer uma ligação, entrar no site ou mandar e-mail. A 99 vai recorrer a esse recurso para seu principal serviço. Em breve, você poderá chamar um carro e iniciar sua corrida usando o aplicativo de mensagens.

A novidade funciona assim: o passageiro manda uma mensagem para o número oficial da 99 no WhatsApp e começa a interação com o robô de atendimento. No primeiro acesso, há a confirmação de dados cadastrais da mesma forma que no aplicativo do serviço.

Depois, o passageiro informa os endereços de embarque e de destino e recebe o mapa e a localização do motorista que vai atendê-lo, bem como previsão de valor da corrida, tempo de espera, nome do motorista e dados do veículo.

O pagamento, nesse caso, é em dinheiro: uma mensagem informa o valor final da corrida para o passageiro, que entrega a quantia ao motorista.

O recurso funciona com a categoria 99Pop, que tem carros particulares, e será testado a partir de 15 de outubro nas cidades de Araraquara, Bauru, Presidente Prudente e São Carlos, no interior de São Paulo. Por enquanto, o número oficial da 99 ainda não foi revelado, mas eu apostaria que vai ter 99 em alguma parte.

A grande vantagem é não precisar instalar mais um aplicativo no smartphone. Isso é especialmente importante para quem tem um aparelho com pouco espaço de armazenamento ou depende de um plano de dados limitado para fazer o download.

O Uber, principal concorrente da 99, tem uma versão Lite de seu app para Android e um site desenhado para smartphones, dois recursos que miram justamente pessoas com aparelhos com pouco espaço. Mesmo assim, convenhamos, adicionar um número na agenda ainda é mais fácil.

A limitação do pagamento em dinheiro também não deve ser um problema, ao se levar em conta que grande parte da população brasileira não tem conta em banco — são os chamados desbancarizados.

Segundo o comunicado da 99, o Brasil é o primeiro país a contar com uma tecnologia desse tipo — vale lembrar que a empresa é de propriedade da DiDi Chuxing, que é chinesa. A companhia aposta na novidade para fazer sua presença nas periferias crescer — ela diz que as corridas nessas regiões já subiram 54% durante a pandemia.

Outro atrativo para a 99, em termos de negócios, é a grande base instalada do WhatsApp — atualmente, o mensageiro tem 120 milhões de usuários ativos no país, cerca de seis vezes o número de passageiros da empresa.