A Apple anunciou que irá comercializar peças, ferramentas para reparo e que vai disponibilizar manuais online para que seus clientes possam consertar seus próprios iPhones e Macs. Inicialmente, essa venda valerá apenas nos Estados Unidos, mas existem planos para que a novidade seja implementada em outros países aos poucos.

Os entusiastas de produtos da empresa podem comemorar, já que a Apple é conhecida por não facilitar reparos por serviços de assistência técnica que não sejam autorizados.

No iPhone mais recente, é praticamente impossível trocar a tela do aparelho com técnicos não autorizados. A tentativa de trocar a peça pode ocasionar na inutilização definitiva do Face ID.

Além disso, outra ação da empresa foi alvo de diversas críticas: a orientação de que terceirizadas autorizadas nos Estados Unidos usassem peças mais caras para realizar os reparos, mesmo que em alguns casos não houvesse justificativa para a escolha de tal componente.

Os procedimentos adotados pela empresa desagradam os consumidores. Tanto que o presidente americano Joe Biden solicitou que a Comissão Federal de Comércio, responsável por fiscalizar assuntos relacionados à concorrência de mercado, que investigasse as políticas de assistência técnica da empresa.

Assine a newsletter do Gizmodo

É preciso destacar que a iniciativa no melhor estilo “faça você mesmo” é focada em pessoas que já têm experiência com manutenção de aparelhos e dispositivos eletrônicos. A Apple alerta que para a maioria dos consumidores, o ideal é que, se necessário, se desloquem até uma assistência técnica confiável que utilize peças originais da empresa para realizar um reparo.