Nesta segunda-feira (7), a Apple apresentou o iPadOS 15 e o que podemos esperar do sistema operacional do tablet. Mas já tem rumor apontando para as próximas versões do próprio iPad, e um deles sugere que a companhia trará um novo design ao iPad mini. Além disso, o modelo Pro deve ganhar suporte para carregamento sem fio.

A notícia vem de Mark Gurman, da Bloomberg. Citando fontes familiarizadas com o assunto, Gurman diz que a empresa está experimentando um vidro traseiro para o iPad Pro. A mudança refletiria como os iPhones recentes também fizeram a transição do alumínio para o vidro, e a mudança nos materiais permitiria o carregamento sem fio no iPad pela primeira vez. Gurman também afirma que a Apple está testando algo semelhante ao MagSafe para o iPad Pro, mas que manterá a porta Thunderbolt, uma vez que carregamento por indução ainda é bastante lento.

Outro boato interessante é que a Apple também estaria testando carregamento sem fio reverso, permitindo que o iPad Pro carregue outros iGadgets, como iPhones, AirPods e Apple Watch. Esse é um recurso que há tempos já está disponível em alguns aparelhos Android, e enfim pode estar a caminho dos dispositivos da Apple.

O relatório da Bloomberg ainda destaca que a companhia está explorando um “futuro carregador sem fio” que poderia cumprir as promessas do AirPower, que foi cancelado por não atingir as expectativas da empresa. Isso coincide com outro rumor do analista Ming-Chi Kuo, que afirmou no ano passado que a Apple trabalha em uma versão menor de carregador sem fio e que tenha capacidade de alcançar distâncias maiores.

Assine a newsletter do Gizmodo

Novo iPad mini e vendas de iPads

O novo iPad Pro está programado para o próximo ano, mas isso não significa que as novidades relacionadas a tablets se encerram por aqui. A Bloomberg afirma que, para 2021, a Apple deve apresentar um iPad de entrada mais fino e um design repaginado para o iPad mini. Esta seria a primeira atualização no visual do modelo menor desde a quarta geração, lançada em 2015. Se for seguir a tendência do iPad Air mais recente, é hora de dar adeus ao botão Home.

No último trimestre de 2020, a Apple vendeu 19 milhões de unidades de iPads. Durante todo o ano passado, cerca de 53 milhões de aparelhos da categoria foram adquiridos por consumidores. De acordo com a Bloomberg, esses ganhos só continuaram em 2021. No primeiro trimestre, a Apple lucrou US$ 7,8 bilhões (quase R$ 40 bilhões) com iPads — aumento de 79% em relação ao mesmo período do ano passado.

Além das vendas em alta, faz sentido que a Apple esteja renovando toda a sua linha de iPads devido à transição para chips M1. Em abril, foram anunciados os primeiros iPads com o processador proprietário da empresa.