A Samsung está levando bem a sério os relatos de explosão dos novos Galaxy Note 7. A companhia está atrasando a entrega de lotes de seu último lançamento até que possa fazer mais testes de qualidade.

Uma correção de software pode impedir que cabos do novo padrão USB destruam dispositivos
Os prós e contras de remover a entrada para fone de ouvido dos smartphones
O que está limitando o desempenho do Galaxy Note 7 em relação a outros smartphones?

O Galaxy Note 7 já começou a ser vendido em alguns países, como nos Estados Unidos. A empresa sul-coreana disse à Reuters que a “entrega de Galaxys Note 7 está sendo atrasada para testes adicionais conduzidos para assegurar a qualidade do produto”.

No Brasil, durante lançamento realizado no Rio de Janeiro, a companhia prometeu o aparelho para a 1ª quinzena de setembro, com pré-venda no fim de agosto. Entramos em contato com a assessoria de comunicação da Samsung no Brasil para comentar o caso e se haveria alguma mudança no início das vendas localmente, e eles mandaram o seguinte comunicado:

“A Samsung informa que iniciará a pré-venda do Galaxy Note 7 no Brasil no dia 12 de setembro e as vendas no dia 23 de setembro. O Galaxy Note 7 superou as expectativas no Brasil e estamos ansiosos para atender a demanda dos consumidores brasileiros.”

Incidentes na Ásia

Segundo a Reuters, o atraso na entrega segue uma série de relatos não confirmados vindos da Ásia em que dispositivos Galaxy Note 7 explodiram enquanto eram carregados. O primeiro incidente foi reportado na última semana e uma segunda explosão do aparelho foi divulgada hoje mais cedo.

Neste segundo caso, em específico, um usuário postou o resultado da explosão na rede social sul-coreana Kakao. O site BusinessKorea cita um amigo que descreveu o incidente desta forma:

Houve uma outra explosão de Galaxy Note 7. Era o telefone de um amigo meu. Um funcionário da Samsung viu o ocorrido na página [da rede social] e já está em contato com a empresa para compensar o usuário. Você deve sempre usar seu carregador original caso você vá longe o suficiente para precisar de uma nova recarga.

Parece que o cabo USB-C deste segundo incidente estava danificado.

Isso é tudo que sabemos sobre o incidente até o momento. O aparelho pegou fogo enquanto estava carregando. O tipo de cabo do primeiro incidente ainda é desconhecido (embora alguns relatos deem conta de que era um cabo não-oficial conectado a um adaptador micro-USB).

A história de que cabos USB-C de procedência duvidosa podem danificar seu laptop ou smartphone não é necessariamente nova. Alguns usuários de iPhone usaram cabos não-oficiais e os aparelhos tiveram o mesmo fim.

A Samsung está fazendo o certo ao tomar precaução até que possa assegurar a qualidade de seus componentes. No entanto, todos os usuários devem ser lembrados que usar cabos sem procedência pode zoar bastante seus gadgets.

[Reuters]

(Colaborou Guilherme Tagiaroli)

Foto do topo por KKJ.CN