Para um audiófilo, não há problema se algo é caro para melhorar sua experiência de som. E no Japão, alguns maníacos estão instalando seus próprios postes elétricos, com transformadores customizados, para assegurar que seus sistemas de som estão recebendo a energia correta para eles obterem o som mais puro possível.

Como a Beats ilude pessoas a achar que seus fones de ouvido valem o preço alto
Estes alto-falantes transparentes de vidro concentram o som em você

O The Wall Street Journal conversou com algumas pessoas sobre o assunto. Dentre elas, Takeo Morita, 82, um advogado aposentado com um sistema de som que inclui um amplificador que custa US$ 60 mil, fios de ouro e prata, e um equipamento que poria seus fones de ouvido que vêm com o iPhone no chinelo. Porém, com audiófilos, há sempre oportunidade para melhoria, e este cara percebeu que a interferência eletromagnética dos aparelhos domésticos de seus vizinhos estava se propagando pelas linhas elétricas, reduzindo a qualidade de som de seus dispositivos.

A solução foi receber energia diretamente de sua rede elétrica local, o que exigiu a instalação de um poste privado de energia. Com melhores cabos, um melhor transformador e um interruptor mais potente, a atualização custou cerca de US$ 40 mil, sem incluir a grana que o fornecedor local decidir cobrar pelo fornecimento privilegiado de energia elétrica.

Porém, para o Morita, e outros audíofilos no Japão, que acreditam que eles têm ouvido muito melhores seus álbuns favoritos graças a essa energia mais limpa que chega aos seus aparelhos, não é uma questão de ter ou não dinheiro para essas atualizações — é o quão rápido estes postes privados pode ser instalados.

[The Wall Street Journal via Ubergizmo]

Foto do topo por Toshihiro Oimatsu/Flickr