É óbvio, né? Nos filmes, a câmera aponta para onde devemos olhar. Seguimos a ação seguindo a câmera, que, por sua vez, segue a ação da cena. Mas os movimentos da câmera nos filmes também podem nos fazer sentir algo. Se ela se aproxima, devemos olhar mais perto. Se distancia-se, podemos estar nos removendo da cena. O movimento da câmera pode ir além de apenas nos fazer ver algo.

• Você já reparou no mais novo som irritante aparecendo em todo trailer de filme?
• Ver um computador identificar objetos num trailer de filme é divertido demais

Às vezes, se uma câmera sai de cena, nossa imaginação pode preencher o que ficou por ser mostrado. Como naquela cena aterrorizante de Cães de Aluguel, em que o policial tem sua orelha cortada. O Tarantino, na verdade, se afasta da ação, o que, de alguma forma, torna tudo ainda mais horripilante.

Há tantos outros movimentos de câmera que podem influenciar como assistimos a um filme, então veja o vídeo da CineFix com os cinco movimentos mais brilhantes para saber mais.

  • O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford (aproximação lenta)
  • 20th Century Women (afastamento lento)
  • Marnie – Confissões de uma Ladra (desviar da cena)
  • O Passageiro – Profissão Repórter (distração)
  • The Candidate (movimento repentino)