Walter Cronkite tinha um programa de TV na CBS, nos Estados Unidos, chamado “O Século XXI” que mostrava a tecnologia do futuro. Um episódio transmitido em 12 de março de 1967 mostrava como seria uma casa no ano de 2001: TV 3D, vídeo fones, uma máquina enorme que parece um bocado o Twitter, robôs serventes e muito mais.

A Smithsonian Mag conseguiu uma cópia do episódio que previa como seria a casa de 2001 e inclui alguns pequenos trechos onde Cronkite mostra as “futuristas” sala de estar, escritório e cozinha. Além do fato de ser mais organizada que a maioria das casas atuais, Cronkite e seu pessoal chegam muito perto do que vemos hoje (ainda que 12 anos depois).



A sala de estar é focada em um console capaz de controlar toda a mobília da casa e o escritório tem um serviço de notícias instantâneas e outro equipamento para vídeo conferência. Coisas do tipo não são nada desajeitadas como imaginávamos no passado porque hoje tudo pode ser feito com um computador.

Não cumprimos as previsões para a cozinha do futuro, porém. Cronkite disse:

“As refeições na cozinha do futuro serão programadas. O menu é dado ao chef autômato via máquina de escrever ou cartões perfurados. Os ingredientes corretos pré-embalados são enviados da área de armazenamento e movidos para um forno de micro-ondas, onde eles são cozidos em segundos. Quando a refeição está pronta, a comida sai dele. Quando a refeição estiver pronto, em vez de me deparar com uma pilha de pratos, apenas aperto um botão e a quantidade certa de copos e recipientes é moldada nos locais.”

E não precisa lavar a louça. Por que justo essa previsão não se realizou?

Não importa. Adoro o fato de que previsões para o futuro são sempre limitadas por conceitos do presente. Em 1967, nós conseguíamos imaginar diferentes tarefas sendo controladas por um console, mas não éramos capazes de visualizar vários consoles sendo controlados por um computador (ou smartphone, ou tablet). É de se imaginar que limitações da tecnologia atual impõem à imaginação do futuro. [Smithsonian MagConsumerist]