O MacBook Air evoluiu ao longo dos anos: passou de apenas um laptop fino a um laptop ultrafino e potente, tornando-se inclusive uma inspiração para a concorrência. Mas como é que ele está editando vídeo 4K – resolução bem acima do Full-HD – sem compressão?

Ele está trapaceando – bem, mais ou menos. Este Air usa uma placa de vídeo externa (RED Rocket) ligada via Thunderbolt, imbuindo o Air com superpoderes que não cabem num chassi tão fino. Ele devora vídeo sem compressão em 4K que faria um Air comum implorar por misericórdia.



Já vimos algo semelhante com o ultrafino Vaio Z da Sony: ele tem um módulo adicional com placa de vídeo externa, drive de Blu-ray e várias portas, que se conecta ao laptop via USB 3.0. Sim, ligar seu laptop ultrafino a um volumoso módulo externo cancela momentaneamente as vantagens de se ter um laptop ultrafino e leve. Mas para quando você precisa ficar preso a uma mesa – para jogar ou editar vídeo – não há problema algum. A possibilidade de inserir uma seringa de Thunderbolt na veia do MacBook Air é como ter um segundo computador. Queria que mais laptops fizessem isso – mas sem cobrar tão caro, né Sony?

O vídeo acima foi feito por Dave Helmly da Adobe, para mostrar o Premiere Pro editando vídeo da câmera RED. E ele explicou pra gente que usou o Windows com o intuito de mostrar como o Thunderbolt funciona fora do Mac OS X:

[Não tive] nenhum motivo real para decidir mostrá-lo no Windows 7, além da minha surpresa em não ver nenhuma demonstração do Windows rodando Thunderbolt até agora. Na verdade ele funciona muito bem em seu estágio beta atual. Dito isto, o Mac OS é demais rodando na mesma configuração. Por favor, lembre que metade da batalha é conseguir drivers alpha/beta para Windows 7 64 bit, para cada dispositivo com Thunderbolt. Todos os dispositivos com TB precisam de drivers em algum nível. Todos os drivers para Mac OS já estão sendo lançados.

O Mac + TB é bem notícia do ano passado, e nós queremos mais periféricos com TB sendo lançados e mostrando à Intel e a fabricantes de PC que há bastante interesse nos dois lados, e que isto vai beneficiar todos os usuários de TB. Eu não tenho preferência de sistema operacional, e uso os dois todo dia.

É incrível ver que o Thunderbolt dá o potencial de atualizar seu laptop – com Windows ou Mac OS – apenas espetando um periférico, tão simples como colocar um canudinho numa caixinha de suco. [Adobe via 9to5Mac]