A Microsoft já mostrou como imagina o futuro do Kinect, e o vê inclusive em salas de cirurgia. O Hospital Evangélico de Londrina (PR) resolveu entrar nesse futuro e criou o Intera, um aplicativo para exibir imagens médicas que podem ser manipuladas através do Kinect.

Como o vídeo acima explica, o hardware usado é apenas um Kinect e uma tela de 59 polegadas ligados a um computador com Windows 7. O segredo está no software: o Intera transforma aquelas chapas que seu médico vê contra a luz em imagens digitais que podem ser manipuladas à distância com as mãos.

O Intera tem pelo menos três vantagens em relação aos exames de imagem atuais: primeiro, o médico pode ampliar a imagem para ver mais detalhes, algo impossível no exame impresso. Segundo, no caso de exames que capturam uma sequência de imagens, é possível vê-las como uma animação controlável com as mãos – em vez de pequenas fotos em uma chapa. E também, como o médico não toca nos exames, isto reduz riscos de infecção hospitalar.

É possível controlar o Intera a até 4m da tela, alternando entre imagens com os gestos simples do Kinect. Por enquanto, o sistema do Hospital Evangélico de Londrina requer que os exames sejam gravados em DVD ou pendrive, mas eles já trabalham em integrar a rede interna do hospital ao Intera.

Vários hospitais ao redor do mundo – como no Canadá, EUA e Inglaterra – já usam o Kinect para fins médicos. Segundo o Olhar Digital, “o INTERA está em teste no HE desde janeiro deste ano, e deve ser instalado em suas 12 salas ainda neste semestre”. Eles já fizeram pedido de patente para o Intera. [Olhar Digital; valeu, Lenerci!]