A Apple lançou semana passada o que pode muito bem ter sido o seu último iMac com chip Intel, e embora não tenhamos tido tempo suficiente com ele para uma análise completa, os primeiros resultados de benchmark revelam uma baita máquina (mesmo que nossa unidade de análise esteja com itens o suficiente para que ela custe impressionantes US$ 4.500 nos EUA).

Se o seu antigo iMac está abrindo o bico ou você está ansioso para ter algo novo e bom em seu escritório improvisado em casa, você provavelmente está se perguntando se deve comprar este novo iMac com chip Intel ou se deve esperar por um iMac com o chip próprio da Apple, cujos rumores apontam que o lançamento será em breve.

Embora a Apple tenha prometido começar a enviar Macs com seu próprio chip ainda este ano, ela não disse o que esses dispositivos realmente são, o que torna a decisão de esperar ou comprar ainda mais desafiadora.

Houve rumores de que o iMac seria um dos primeiros dispositivos a receber o Apple Silicon, como a CPU da Apple tem sido chamada. No entanto, evidências recentes apontam para o recém atualizado MacBook Pro e o MacBook Air, que foi atualizado pela última vez em março, como sendo os primeiros dispositivos com CPU baseada em ARM da Apple.

Um bom iMac

Sendo bem clara: pela primeira vez em meia década, a Apple está realmente em sintonia com a Intel, lançando produtos que têm os mais recentes processadores Intel embarcados.

Tradicionalmente, os produtos da Apple traziam CPUs da Intel de um ano atrás ou mais desatualizados — em um período verdadeiramente chocante, a empresa estava tentando vender laptops com processadores de 5 anos com preço cheio.

Mas não é o caso de agora! Se você comprar um dispositivo da Apple, ele terá um processador Intel (personalizado) vindo da mesma geração de seus concorrentes. Apesar de o chip próprio ARM da Apple estar próximo, nunca houve melhor momento para comprar um laptop ou desktop da Apple.

E não, você provavelmente não deve esperar pelos primeiros dispositivos ARM da Apple. Muita gente endinheirada vai comprar um desses para ver como é e com a desculpa “eu precisava de um outro computador”. Sendo assim, você deveria comprar assim que lançar os computadores da Apple com chip próprio? Não!

Primeiro não significa bom

Como acontece com os carros, a primeira grande mudança de um laptop tende a ter problemas. Meu MacBook Pro com Retina display morreu lentamente após uma série de problemas na tela.

Passei por três substituições de um MacBook Pro de primeira geração com Touch Bar, e o dispositivo com mais problemas que já tive, que foi o iMac de 2009. Continuei comprando esses computadores, pois gosto de coisas novas. Como já cometi este erro três vezes, você pode perceber que eu demorei um pouco para aprender.

Estes dispositivos costumam ter muitos problemas a serem resolvidos, e os primeiros usuários são como testadores beta não oficiais. Mesmo o teste interno mais diligente de laptops não vai pegar todos os problemas que surgirão quando eles forem lançados em larga escala. Haverá defeitos. Talvez sejam problemas térmicos. Talvez os novos laptops usem algum conector de tela nunca antes visto ou uma dobradiça radicalmente redesenhada. Vai saber qual será o problema! Mas é quase certo que existirá e isso significa arriscar muitas na Apple Genius Bar.

Então, por qual motivo, a menos que você seja idiota, você iria comprar um iMac totalmente novo e redesenhado com um processador nunca antes usado para essa finalidade, quando você pode obter o melhor iMac que a Apple fez com a Intel e esperar até a poeira abaixar?

Você nunca deve comprar a primeira geração de um dispositivo, a menos que seja absolutamente necessário — mas se você tiver muito dinheiro sobrando, então vai nessa.