Rumores de que a Apple está trabalhando em um smartphone flexível para rivalizar com dispositivos experimentais lançados pela Samsung e Motorola já estão rolando há algum tempo. No entanto, novas especulações sugerem que o iPhone dobrável teria duas telas separadas por uma dobradiça, em vez de uma tela flexível. Não, obrigada.

A informação veio de Jon Prosser, um youtuber que passou a vazar diversas informações sobre a Apple nos últimos meses. No domingo (14), ele tuitou alguns detalhes sobre o dobrável: aparentemente, a companhia está trabalhando em um protótipo que possui duas telas em vez de um painel de plástico que seja flexível, como outros que já estão no mercado.

Tradução: O iPhone “dobrável da Apple não é realmente dobrável. 🧐 O protótipo atual tem duas telas separadas com uma dobradiça. Cantos arredondados em aço inoxidável, como o atual design do iPhone 11. Sem entalhe – há um chanfro minúsculo em um display externo que abriga o Face ID. Os memes são engraçados – mas não parece que eles simplesmente colocaram dois celulares juntos. Mesmo que sejam dois painéis separados, quando as telas são abertas, parecem contínuas e sem falhas.

Presumivelmente, esses detalhes vieram das mesmas fonte(s) que vazaram informações legítimas à Prosser sobre os últimos lançamentos da Apple. Porém, os rumores que ele compartilhou sobre aparelhos futuros, como os óculos de realidade aumentada da Apple (incluindo uma edição especial Steve Jobs, algo que parece ridículo) soa um pouco mais improvável. Não faz muito sentido para a Apple fabricar um celular esquisito que basicamente será dois iPhones separados por uma dobradiça.

Aparelho Surface Duo -- um smartphone dobrável com duas telas na parte de dentroDuvido que a Apple lance um iPhone que seja parecido com o Microsoft Surface Duo. Crédito: Sam Rutherford/Gizmodo

Para ser justa, a Apple recentemente fez uma solicitação de patente cobrindo um conceito similar a esse que Prosser está descrevendo – um dispositivo parecido com o Microsoft Surface Duo com duas telas que, quando abertas, funcionam de forma integrada como se fosse uma só. No entanto, a companhia tem inúmeras patentes com conceitos que nunca viram a luz do dia. E é bastante provável que a companhia tenha uma variedade de protótipos de dispositivos dobráveis em vários estágios de desenvolvimento, para ver qual deles faz mais sentido. Um deles pode muito bem ser esse celular com duas telas.

Mas depois que o mundo viu a Samsung e Motorola lançarem telas flexíveis e realizarem avanços, mesmo que com grandes e pequenas falhas aqui e ali, seria bastante bizarro que a Apple se contentasse com um smartphone dobrável que na verdade seria apenas dois celulares unidos por uma dobradiça. Ele poderia até parecer decente, mas não estou convicta de que surpreenderia ou encantaria alguém – especialmente daqui um ou dois anos, quando as fabricantes irão refinar os displays flexíveis para eliminar problemas com vincos e dobras (estou torcendo para isso).

A Apple pode evitar completamente esses problemas com um design similar ao do Microsoft Duo, mas isso não parece ser uma abordagem que a Apple tomaria. Parece mais provável que a empresa esteja deixando passar as primeiras gerações de dobráveis para trabalhar com seus fornecedores e aperfeiçoar a tela flexível.