Imagina só uma conversa que você teria com uma criança sobre esta mesa de centro. “Olha, meu filho, antes da nuvem e dos pendrives, antes de discos rígidos e iPhones e Androids, antes do iPod e até mesmo antes do CD player, havia algo chamado… disquete.”

“Ele armazenava só 1,44MB. Sim, eu sei. É pouco. Mas as pessoas realmente usavam o disquete como hoje usamos os pendrives!”



Jovenzinho: Então por que alguém iria fazer uma mesa de centro com formato de disquete? Se alguém fizesse uma mesa de pendrive, eu acharia tosco. E por que chamavam de disquete se ele nem era um disco? Ele é quadrado!

Você: Bem, dentro dele havia um disco redondo, mas ele precisava ficar dentro de um plástico quadrado.

Jovenzinho: Eu não entendo. Posso ir pro computador?

Você: EU VOU COMPRAR ESSA MESA E VOCÊ VAI USAR JOVENZINHO!!! Ou… pense nela só como uma mesa de centro normal, com um troço prateado em cima.

Jovenzinho: Não ouvi, estou no computador.

E fim de cena! A mesa de disquete foi feita pela dupla Axel van Exel e Marian Neulant, que trabalham com arte, design e arquitetura em Berlim, na Neulant van Exel. A peça de aço inoxidável da mesa na verdade esconde um compartimento para colocar controles remotos e outras coisas. Genial!

Ela é produzida sob demanda e custa R$2.000 mais frete. Mas ver as outras fotos da mesa-disquete é de graça! Confira mais aqui: [Floppy Table via Laughing Squid]