O El Niño está quase acabando, mas os destroços de seus efeitos devastadores continuam — e uma das coisas que o fenômeno acabou influindo é no abastecimento de açúcar. Comam suas sobremesas enquanto vocês podem, caros amigos.

>>> Como um psicólogo convenceu crianças a rejeitarem açúcar
>>> [Giz Explica] O que o açúcar realmente faz no seu corpo e na sua cabeça

O The Independent analisou um novo relatório da empresa de pesquisa Green Pool que fala que devemos passar por uma escassez de açúcar. A demanda pelo açúcar tem passado por uma constante ascensão — o mesmo ocorreu com o fornecimento, e não parecia que haveria algum problema em equacionar esses dois fatores. Bom, até o El Niño atingir os principais fornecedores do mundo de açúcar com uma seca.

Índia, Tailândia e China serão os principais alvos nesta estação e na próxima. A Índia que é o seguindo maior produtor do mundo tem tido chuvas abaixo da média e terá plantio limitado para a próxima safra.

Após anos de grandes excedentes, este foi o primeiro ano que não houve excesso e com uma pequena escassez — no próximo ano, a projeção para falta de açúcar é muito maior, o que deve levar a um deficit de 5 milhões de toneladas enquanto os agricultores tentam se recuperar da falta de água.

É claro, o aumento global do consumo de açúcar não é particularmente uma boa tendência para a saúde mundial — certamente este aviso não é tão importante quanto os outros que fizemos recentemente. No entanto, é um bom lembrete sobre a fragilidade das nossas plantações agrícolas. Variações de temperatura e água, mesmo pequenas, podem facilmente levar plantações ao caos. E como esses problemas ficam cada vez mais comum, a falta de alimentos que vemos tende a ficar pior.

Imagem do topo por: Sea Wave/Shutterstock