A empresa japonesa Neurowear está fazendo uma nova versão de sua tiara Necomimi, um acessório que lê suas ondas cerebrais para … mover orelhas de gato robótico. Você pode pensar neles como um anel de humor para nerds ou qualquer pessoa que queira reencenar Cats (2019).

Assine a newsletter do Gizmodo

Necomimi vem das palavras japonesas “neko” e “mimi”, que se traduzem literalmente em orelhas de gato. O dispositivo tem uma faixa de cabeça principal com orelhas difusas e, em seguida, sensores que ficam na testa e se prendem à orelha esquerda. Os sensores supostamente leem suas ondas cerebrais e movem os ouvidos, dependendo de como você está se sentindo. Por exemplo, as orelhas se animarão se você estiver se concentrando em algo e “dormirão” (ou dobrarão) quando você estiver relaxado. Em um modo “neutro”, as orelhas se contraem. E se você estiver “atento”, as orelhas vibrarão para a esquerda e para a direita em uníssono.

Na maior parte, é a mesma versão que Neurowear lançou em 2012. Desta vez, no entanto, a empresa adicionou alto-falantes. Ou seja, faz ronronar e miar quando você está concentrado ou relaxado. Os materiais desta nova versão também são apontados como mais leves e compactos. No momento, ele está sendo financiado por crowdfunding e, com 41 dias restantes para a campanha, ele já excedeu sua meta de 500.000 ienes em 388%.

Mas, qual a necessidade? De acordo com a empresa, é para ajudar as pessoas a comunicarem melhor suas emoções de forma não verbal, “expandindo a alma e o corpo”. A empresa também diz que é uma ferramenta útil para pessoas que têm dificuldade em expressar como se sentem e é útil como uma ferramenta visual para as pessoas reconhecerem quando estão em estados relaxados ou concentrados. Mais importante ainda, é “porque todos ficarão fofos” ao usá-los. Os exemplos que Neurowear dá são pais com “rostos perpetuamente assustadores” ou seu amigo que parecia cansado ultimamente.

Necomimi
Gif: Neurowear

Em sua página de crowdfunding, a Neurowear lista os vários cenários para usar o Necomimi. Eles são desconcertantes e absurdos. Por exemplo, cheirar coisas, ser extremamente literal com pose de gato em ioga, viajar, videoconferência, escolher suas roupas,  encontros, estudar, cozinhar, jogos de cartas … e boliche?!

Assine a newsletter do Gizmodo

De todas as razões dadas por Neurowear, a que faz mais sentido é miar e ronronar com seu gato (isso se ele não te estranhar).