Nos últimos anos, inúmeros brinquedos foram anunciados como focados em STEM (sigla em inglês para Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática), mas poucos fizeram um trabalho tão bom em apresentar para crianças conceitos de programação e circuitos quando uma pequena empresa chamada LightUp. E por meio de uma nova campanha no Kickstarter, ela quer expandir os recursos de seus brinquedos de construção de circuitos, ampliando a programação deles para incluir a Internet das coisas.

1249020260858983752

O conjunto de construção original da LightUp, chamado Edison Kit, tinha componentes eletrônicos magneticamente conectados, que permitiam às crianças construir facilmente circuitos que podiam fazer coisas simples como tocar sons ou acender LEDs.

1249020261354441032

Não era apenas incrivelmente fácil de construir (as crianças não precisam aprender a soldar fios); o Edison Kit também usava a câmera do iPad e realidade aumentada para habilmente orientar a criança e dizer o que não estava correto ou explicar os princípios científicos que faziam com que a engenhoca funcionasse. Era como ter um engenheiro elétrico por perto a qualquer momento para solucionar problemas no que você estava fazendo, o que ajuda a reforçar a ideia de que errar faz parte do processo.

1249020261422699848

O Edison Kit da LightUp foi sucedido pelo Tesla Kit, que introduziu componentes adicionais, incluindo um módulo que podia ser programado usando uma interface simples de arrastar e soltar em um computador. Se as crianças sabiam como usar um mouse, eles poderiam facilmente modificar a forma como componentes do Kit Tesla funcionavam e interagiam uns com os outros através de programação básica. Isso expandiu muito as criações que as crianças podiam desenvolver com os kits.

1249020261480626248

Mas, enquanto o Tesla Kit precisava ser ligado a um computador através de um cabo USB para carregar e testar programas, o novo Faraday Kit inclui um módulo central atualizado com Bluetooth, que se conecta sem fio diretamente ao iPad. À medida que as crianças vão construindo e programando usando blocos de arrastar e soltar, elas podem atualizar quase instantaneamente o módulo e testar as suas modificações sem ter que usar um computador na tarefa.

1249020261548565064

E, em vez de construir apenas lanternas simples ou caixas de música, o Faraday Kit apresenta às crianças outra palavra da moda: IoT, ou Internet das coisas. Usando o Faraday, os pequenos podem construir projetos mais avançados, como um alarme disparado pelo nascer do sol ou por um intruso. O kit ajuda a ensinar que a eletrônica e os circuitos desempenham um papel enorme em cada dispositivo que eles usam, e torcemos para que o brinquedo ajude a inspirar meninos e meninas a se tornarem os engenheiros e projetistas de produto do futuro.

Os criadores dos kits LightUp estão mais uma vez recorrendo ao Kickstarter para ajudar a financiar a produção do novo Faraday Kit. Eles esperam para angariar apenas US$ 100 mil. Com uma entrega estimada para novembro deste ano — torcemos para que chegue a tempo para os presentes de Natal! — o Faraday Kit pode ser pré-encomendado a um preço inicial de US$89, o que é inclusive dez dólares mais barato que o Tesla Kit.

No que diz respeito a brinquedos educativos, os produtos da LightUp conseguem se destacar em um mercado concorrido, em que as empresas parecem estar tentando usar o conceito do STEM apenas para promover seus produtos. Com o uso de um brilhante app para iPad que é capaz de mostrar às crianças o que pode estar acontecendo de errado com suas criações, ele garante que, mesmo que problemas apareçam ao longo do caminho, qualquer um que brinca com os kits consegue, cedo ou tarde, fazer com que suas invenções funcionem como o planejado. [Kickstarter – LightUp Faraday Kit]