Se você não pode comprá-los, tente imitá-los. É uma estratégia que o Facebook parece seguir há anos: eles não conseguiram adquirir o Twitter, então lançaram funções para “seguir” pessoas e para receber atualizações em tempo real. Eles não conseguiram levar o Snapchat, então criaram o Poke: um app que (também) envia mensagens e fotos que se “autodestroem” depois de alguns segundos.

Só que o Poke, lançado em 2012 apenas para iOS, fracassou rapidamente. Na semana passada, ele foi removido da App Store. Mas, de acordo com o Financial Times, o Facebook deve lançar um novo clone do Snapchat ainda este mês.



Segundo o FT, o Facebook passou os últimos meses trabalhando no projeto “Slingshot”, um app simples de chat com vídeos que se autodestroem. Para usá-lo, basta “tocar e segurar a foto de um contato e enviar instantaneamente uma foto ou vídeo, que podem ser vistos apenas uma vez pela pessoa que os receber”.

Com o Slingshot, o Facebook tenta entrar no mercado de apps “efêmeros”, que apagam o próprio conteúdo depois de alguns segundos. No ano passado, a empresa tentou comprar o Snapchat por absurdos US$ 3 bilhões, mas a oferta foi rejeitada. Então o jeito foi criar um app semelhante a partir do zero.

Mas será que desta vez dá certo? O Slingshot aparentemente foi criado pela mesma equipe do Paper, um app sensacional mas que despencou nos rankings da App Store – poucos estão baixando. Quando se chega tão tarde no mercado, mesmo um belo design não é o bastante. Não será fácil para o Facebook atrair os usuários do Snapchat, mas a rede social ainda não desistiu. [Financial Times]