Até o momento, usuários de Facebook com menos de 18 anos podem receber anúncios de coldres de armas de fogo, lanternas e silenciadores, além de outros acessórios de armas. Porém, uma nova política deve colocar um fim a isso, a partir de 21 de junho.

• Facebook é cada vez menos usado como meio de informação, e quem agradece é o WhatsApp
• Agora você poderá ver todas as suas memórias do Facebook em um só lugar

O Facebook anunciou a nova política na sexta-feira (15), explicando que esta decisão veio durante uma reavaliação regular de “onde podemos melhorar”. O blog post afirma que o Facebook já proíbe anúncios de venda de armas, mas ainda permite às empresas anunciar acessórios de armas. Em alguns dias, esses anúncios só serão permitidos para pessoas maiores de 18 anos.

A empresa já restringe crianças menores de 13 anos de criar contas na plataforma (exceto na Espanha e na Coreia do Sul, onde o limite de idade é 14, devido às leis locais). É uma violação dos termos criar uma conta usando informações falsas, e a empresa oferece uma maneira de as pessoas denunciarem usuários com menos de 13 anos.

Abaixo, as políticas atualizadas em relação a anúncios de acessórios de armas, que passam a valer a partir desta quinta (21):

Imagem: Facebook

Em comparação, abaixo temos as políticas atuais, que não listam restrições de idade:

Captura de tela: Facebook

Perguntado sobre as motivações por trás da decisão, o Facebook disse ao Gizmodo que avalia continuamente suas políticas, atualizando-as para garantir que elas estejam de acordo com as necessidades.

[Facebook]

Imagem do topo: Getty