No ano passado, o Facebook lançou o Portal, seu primeiro dispositivo de hardware, cujos reviews não foram muito animadores. Na quarta-feira (18), a empresa provou que não se abalou e está anunciando três novos produtos: Portal Mini, Portal TV e um novo Portal reformulado.

Não é que o Portal tenha sido um produto ruim por si só. Mas, após um ano de escândalos de privacidade, muita gente que testou levantou uma questão: devemos mesmo convidar o Facebook para suas casas através de uma tela gigante com microfone e câmera acoplados?

Embora o dispositivo funcionasse como anunciado, ele era inoperante sem uma conta no Facebook e restrito pelo número limitado de aplicativos disponíveis no lançamento. Para ser justo, se você pudesse superar toda a questão da privacidade, os recursos do Portal eram até que divertidos de usar. A experiência de AR no Story Time era divertida, e filtros de realidade aumentada são bem populares em outros aplicativos como Instagram e Snapchat.

No entanto, parece que o Facebook está dobrando suas apostas. “Ficamos felizes com as vendas, e é por isso que estamos expandindo a família de produtos e distribuição internacionalmente…”, disse um porta-voz da empresa.

O que há de diferente desta vez? Para começar, o modelo reprojetado e o novo Portal Mini foram atualizados para parecerem mais porta-retratos do que os dispositivos do Google Nest Hub. O novo aparelho possui uma tela HD de 10 polegadas, enquanto o Mini mede 8 polegadas.

Enquanto isso, o Portal TV parece uma webcam projetada para funcionar com sua televisão. Em vez de um dispositivo separado, ele usa a tela da sua TV através da porta HDMI. Havia boatos de que o Facebook estava trabalhando em um dispositivo de streaming de TV como parte da família Portal com recursos de AR, e o Portal TV provavelmente é esse dispositivo.

Desta vez, o Facebook também está abordando o problema do aplicativo que atormentou o Portal da primeira geração. Além das chamadas do Messenger, agora você poderá se conectar com amigos e familiares via WhatsApp, que pertence ao Facebook — que coincidência. Também haverá o Amazon Prime Video, e os usuários poderão baixar Showtime, CBS All Access, Starz, Pluto TV, Red Bull TV e um negócio chamado Neverthink.

O Facebook reinventou a webcam com o Portal TV. Imagem: Facebook

Mesmo que o Facebook não saiba que ninguém pediu isso, é importante lembrar a todos que os lançamentos levam a privacidade a sério.

Para todos os dispositivos, você pode desativar a câmera e o microfone com um toque ou um botão. Há também uma tampa para a câmera separada, caso você deseje bloquear a lente fisicamente.

Também ficou claro que a Câmera Inteligente (esse recurso assustador que rastreia você como os olhos da Mona Lisa) e o Smart Sound (um recurso que minimiza o ruído de fundo) serão executados localmente no dispositivo e não nos servidores do Facebook.

Além disso, todas as chamadas do WhatsApp serão criptografadas de ponta a ponta.

Dito isto, o Facebook observa que, se você ativar os comandos “Hey Portal”, os dispositivos enviarão curtas gravações e transcrições de áudio para o Facebook, onde uma “equipe treinada poderá revisar a amostra para tornar seus serviços de voz mais inteligentes e precisos para todos”. Os usuários também poderão visualizar, ouvir e excluir qualquer gravação de voz por meio do seu Registro de atividades do Facebook ou desativar o armazenamento de voz nas Configurações.

É difícil imaginar que os novos dispositivos do Portal terão um enorme sucesso, dada a reputação do Facebook, mas talvez um ano tenha sido tempo suficiente para que os consumidores deixem suas preocupações com a privacidade de lado.

Se você é assim, as pré-vendas para os dispositivos começaram nesta quarta (18) nos EUA.

O Portal Mini custará US$ 130, enquanto o Portal será vendido por US$ 180. O Portal TV custará US$ 150. O Mini e o Portal serão lançados em 15 de outubro, enquanto o Portal TV deve ser lançado em 5 de novembro.