Não é mais novidade que o Facebook está trocando de nome. E a escolha do próximo substituto foi anunciada nesta quinta-feira (28): de agora em diante, a rede social irá se chamar “Meta”.

O comunicado veio bem no final do evento Facebook Connect, após um discurso do CEO, Mark Zuckerberg, sobre por que o futuro da tecnologia está no chamado “metaverso”. E você deve estar se perguntando por que Zuck quer mudar o nome. Aparentemente, o “Facebook” faz as pessoas pensarem muito na rede social e não reflete suas ambições finais da empresa.

Os rumores já apontavam que a mudança de nome aconteceria há algum tempo. Não apenas o Facebook comprou o domínio meta.com, mas o próprio Zuckerberg também tem falado muito sobre o metaverso — um mundo onde as pessoas interagem entre si usando a realidade aumentada e realidade virtual.

Agora, o bilionário não apenas revelou o novo logotipo da empresa, mas também observou que, como “Metá” significa “além” em grego, isso também significava que os serviços da empresa não precisariam mais de uma conta no Facebook.

Durante seu discurso, o CEO da rede social disse que está no DNA da empresa criar tecnologias para aproximar as pessoas. O metaverso é a próxima fronteira para conectar pessoas, assim como as redes sociais o eram quando começamos. 

No Twitter, a companhia aponta que a “Meta está ajudando a construir o metaverso, um lugar em jogaremos e nos conectaremos em 3D.”

Assine a newsletter do Gizmodo

Os outros aplicativos da rede, Instagram, Messenger e WhatsApp permanecerão os mesmos, de acordo com a empresa.