Atenção aos nerds de plantão que gostam de montar e desmontar aparelhos eletrônicos. A Fairphone anunciou um novo modelo de seu celular sustentável, o Fairphone 3+, que agora conta com dois módulos de câmera. E sim, eles são compatíveis com o Fairphone atual, o que significa que as novas peças podem ser compradas separadamente para quem deseja fazer o upgrade sem ter de adquirir a versão plus do smartphone.

A Fairphone é uma empresa com foco na sustentabilidade e conhecida pelos telefones modulares – ou seja, que podem ter as peças removidas e trocadas por itens mais recentes. Nesta quinta-feira (27), a fabricante anunciou novos módulos com câmeras otimizadas: a traseira passou de 12 megapixels para 48 MP, e a frontal de 8 MP para 16 MP. A companhia diz que os sensores oferecem mais estabilização de imagem, melhor rastreamento de objetos e foco automático mais rápido.

Além de melhorias de software e câmeras, o Fairphone 3+ vem equipado com tela LCD de 5,65 polegadas Full HD+ (2.160 x 1.080 pixels), processador Snapdragon 632 acta-core de até 1,8 GHz, 4 GB de memória RAM, 64 GB de armazenamento interno expansível até 400 GB via cartão microSD e bateria de 3.000 mAh. O telefone roda o Android 10 de fábrica – o sistema será disponibilizado em setembro para donos do Fairphone 3.

Outra novidade é que o Fairphone 3+ é feito de 40% de plástico reciclado, contra apenas 9% do modelo anterior. Só essa característica já faz do aparelho um dos melhores do mercado do ponto de vista da sustentabilidade. Soma-se a isso o fato de que as peças podem ser facilmente trocadas e substituídas, permitindo que os usuários mantenham seus Fairphones por mais tempo e reduzindo o lixo eletrônico que seria produzido caso fossem trocados.

“Acreditamos que devemos aproveitar ao máximo os materiais usados no consumo de eletrônicos. Estamos dando um passo mais perto de uma economia circular, incentivando a reutilização e o reparo de nossos telefones, além de tornar mais fácil para os usuários manterem seus dispositivos por mais tempo”, disse Eva Gouwens, CEO da Fairphone. “O lançamento dos novos módulos de câmera e do Fairphone 3+ é um exemplo concreto de como estamos tornando isso possível. Ao mostrar que é comercialmente viável cuidar das pessoas e do planeta, queremos motivar a indústria eletrônica a agir com mais responsabilidade”, completou.

Fairphone 3 ganha nova versão com mais módulos de câmera. Crédito: Fairphone

Um smartphone para montar do seu jeito (ou quase). Crédito: Fairphone

Infelizmente, o Fairphone 3 e o Fairphone 3+ são otimizados apenas para as redes europeias, embora isso não signifique que você não possa usá-los em outros continentes (se conseguir comprar um). Um porta-voz da companhia afirmou ao Gizmodo que, apesar de ainda fazer entregas apenas na Europa, a empresa está “procurando possibilidades para o futuro” para obter suporte em outros locais do mundo, como nos Estados Unidos.

O Fairphone 3+ entra em pré-venda hoje (27) por 469 euros (cerca de US$ 555, ou R$ 3.105, na cotação atual, sem impostos) no site da fabricante, e será lançado oficialmente na Europa em 14 de setembro. Os módulos de câmera separados serão vendidos por 70 euros (R$ 458) até 1° de outubro. Após essa data, eles passam a custar 95 euros (R$ 626).

Fairphone 3+

  • Tela: LCD IPS de 5,65 polegadas, resolução Full HD+ (2.160 x 1.080 pixels)
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 632 octa-core de 1,8 GHz
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 64 GB, expansível por cartão microSD de até 400 GB
  • Câmera traseira: 48 MP (f/1.79)
  • Câmera frontal: 16 MP (f/2)
  • Bateria: 3.000 mAh
  • Sistema operacional: Android 10
  • Conectividade: USB-C, 4G, Wi-Fi,Bluetooth 5, GPS e NFC
  • Dimensões: 158 x 71,8 x 9,89 mm
  • Peso: 189 g