Quantos países você consegue visitar… na sua própria cidade? Pois é, a Heineken fez essa proposta a dois jovens e eles conseguiram conhecer pessoas de 194 países do mundo em Amsterdã, capital da Holanda, em apenas 14 dias.

E, inspirados pelo vídeo acima, resolvemos fazer uma lista com uma volta ao mundo gastronômica por São Paulo. Afinal, São Paulo é uma terra de imigrantes e considerada um polo culinário no mundo.

Apesar de não listarmos todos os países do mundo abaixo, o que seria uma tarefa impossível, essas 27 dicas de restaurantes já são um ótimo começo para você explorar o inesperado em São Paulo. Vamos começar?

Alemanha – Zur Alten Mühle
São Paulo tem uma grande variedade de restaurantes alemães, mas a nossa dica é o bar Zur Alten Mühle, que fica no Brooklyn, um bairro com grande concentração de imigrantes. O local é bem rústico, todo revestido em madeira, e você vai se sentir em uma verdadeira taverna alemã.

Zur Alten Mühle | Rua Princesa Isabel, 102 – Brooklin Paulista

Angola – Restaurante do Hotel Vitória
Achar um restaurante de comida angolana em São Paulo não é das tarefas mais fáceis. Mas o restaurante do Hotel Vitória, um hotel bem simples no centro da cidade, oferece alguns pratos do país especialmente para os imigrantes que vivem e trabalham na região. A cozinha angolana tem influência de Portugal, uma vez que foi colônia do país, e tem alguns pratos com bacalhau e muitas batatas. Um prato mais típico é a galinha com molho de amendoim.

Hotel Vitória | Rua Cavalheiro, 85 – Brás

Argentina – Mister Tango
A carne é o forte da cozinha argentina, e o Mister Tango consegue entregar grelhados no ponto perfeito. Longe do circuito “Vila Madalena/Jardins/Pinheiros”, o restaurante fica perto do Aeroporto de Congonhas e apresenta shows de Tango e música portenha aos sábados. É possível fazer reservas pelo site.

Mister Tango | Avenida Doutor Lino de Moraes Leme, 185 – Jardim Aeroporto

Armênia – Casa Garabed
A gastronomia da Armênia é bem parecida com a árabe, com algumas diferenças aqui e ali. Se você quiser experimentar, a dica é a Casa Garabed, na zona norte de São Paulo, que tem entre outros pratos a deliciosa esfiha aberta de pernil de cordeiro com hortelã e o tradicional arroz armênio com grão de bico.

Casa Garabed | Rua José Margarido, 216 – Santana

Áustria – Wolf’s Garten
wolfs
O Wolf’s Garten é provavelmente o único restaurante autenticamente austríaco em São Paulo. Ele fica em uma casinha super aconchegante em Pinheiros e, para provar que é austríaco mesmo, serve o famoso strudel de maçã com a massa original, e não com a massa folhada que normalmente é servida por aqui.

Wolf’s Garten | Rua Lisboa, 284, Pinheiros

Bolívia – Feira da Kantuta
A comunidade boliviana não para de crescer em São Paulo e a nossa dica aqui é uma visita à Feira da Kantuta, que acontece apenas aos domingos, no bairro do Pari. Além de ser um passeio bem diferente, várias barraquinhas de comida oferecem o que há de mais tradicional na comida boliviana, como o api (suco de milho roxo) e as salteñas. Os mais audaciosos podem experimentar o anticucho, que é coração de boi no espeto.

Feira da Kantuta | Rua Pedro Vicente, 625, Praça da Kantuta

Colômbia – Sabores de Mi Terra
A comida latina tem cada vez mais representantes aqui em São Paulo, e o Sabores de Mi Terra é um dos restaurantes em que é possível encontrar alguns pratos tradicionais da Colômbia, como a arepa recheada de queijo e os patacones (banana da terra frita) com frango desfiado.

Sabores de Mi Terra | Rua Lisboa, 971, Pinheiros

Chile – El Guatón
Para experimentar uma tradicional empanada chilena (não confundir com a empanada argentina), vá ao El Guatón, também em Pinheiros. O local também serve ceviches de pescada, mariscos, salmão, lula ou polvo.

El Guatón | Rua Artur de Azevedo, 906, Pinheiros

China – Golden Plaza
São Paulo tem centenas de restaurantes chineses e essa a variedade agrada a todos os bolsos e gostos. Mas o Golden Plaza se destaca pela arquitetura, que simula um suntuoso palácio chinês com toques kitsch.

Golden Plaza | Rua Luís Gonzaga de Azevedo Neto, 263, Morumbi

Coreia do Sul – Seok Joung
No coração do Bom Retiro, bairro que já recebeu ondas de imigrantes árabes, judeus, coreanos e, mais recentemente, latinos, fica o Seok Joung. O restaurante é simples e traz clássicos da cozinha coreana, como o Dolsot bibimbap, uma espécie de risoto com carne, algas e raízes.

Seok Joung | Rua Correia de Melo, 135 – Bom Retiro

Cuba – Azucar
O Azucar tem uma decoração que lembra os tempos de festa e glamour de Havana, capital de Cuba, e o cardápio do bar/restaurante acompanha tema do visual. O bar aposta nos mojitos e na cozinha de influência cubana para animar o público, que aproveita a descontração do local para dançar ritmos latinos na pista do primeiro andar.

Azucar | Rua Dr. Mario Ferraz, 43, Vila Olímpia

Espanha – Arola Vintetres
Criado pelo premiado chef espanhol Sergi Arola, o Arola Vintetres tapas gourmet e pratos de influência espanhola criados por Sergi. Mas aqui o grande destaque fica para a vista. O restaurante está no 23º andar do hotel Tivoli São Paulo, na região da Paulista. A visão panorâmica da cidade é de tirar o fôlego.

Arola Vintetres | Alameda Santos, 1437 – Jardins

Estados Unidos – 210 Diner
Não pense que a culinária americana é só hambúrguer e hot-dog. O sul dos EUA tem uma cozinha com forte influência africana e os ensopados de Nova Orleans são incríveis. Não temos muito disso por aqui, mas o 210 Diner, do chef Benny Novak, compensa um pouco essa falta com os tradicionais Mac&Cheese, porções de okra (quiabo frito) e, é claro, hambúrgueres incríveis. Destaque para o Piggie Burguer, um hambúrguer cobertor com costelinha de porco desfiada ao molho barbecue.

210 Diner | Rua Pará, 210, Higienópolis

França – L’amitié
60249_545077015518228_1448335917_n
O L’amitié é um gostinho de Paris em São Paulo. Super rústico e com música ao vivo aos sábados e domingos, o restaurante do chef francês Yann Corderon aposta em clássicos da comida francesa, como o Coq au Vin e o Confit de Canard.

L’amitié | Rua Manuel Guedes, 233, Itaim

Índia – Tandoor
Assim como a brasileira, a culinária indiana é extremamente variada e muda conforme a região do país. No Tandoor, você encontra pratos que são comuns no norte da Índia, com muito curry e molhos. A maioria dos pratos é bem apimentada e os molhos ficam uma delícia com os pãezinhos indianos (Naan) assados na hora.

Tandoor | Rua Doutor Rafael de Barros, 408, Paraíso

Irã – Amigo do Rei
O Amigo do Rei não é bem um restaurante. Você marca uma visita à casa de Nasrin Haddad, iraniana que veio para o Brasil há mais de 30 anos. Nasrin, ao lado do seu marido, comanda a cozinha e serve jantares com pratos iranianos na sua sala de jantar para grupos de até sete pessoas. Experiência incrível

http://www.amigodorei.com.br/

Itália – Conchetta
As panelas e bandejas de metal atiradas por seu Walter Taverna no chão de seu restaurante já viraram tradição no bairro do Bixiga. Ele comanda o Conchetta, um rodízio de massas caseiras bem simples, uma lembrança do Bixiga dos imigrantes italianos. Aos domingos, pode se preparar para a música italiana ao vivo e as longas filas na porta.

Conchetta | Rua 13 de Maio, 560, Bixiga

Israel – Yesh
yesh
Apesar de não estar no Bom Retiro ou em Higienópolis, tradicionais bairros judaicos de São Paulo, o Yesh oferece diariamente um buffet com comida judaica, incluindo os tradicionais gefilte fish com chrein e os varenikes, uma espécie de pastel de batata com cebola caramelizada.

Yesh | Rua Cunha Gago, 770 – Pinheiros

Japão – Sushi Guen
Restaurante japonês em São Paulo é o que não falta. Desde as grandes franquias até as portinhas escondidas na Liberdade, as opções são extremamente variadas. O Sushi Guen é um dos mais tradicionais restaurantes japoneses de São Paulo, fundado há quase 40 anos, antes de todo o hype da culinária japonesa por aqui. Ele fica em uma galeria perto da esquina da Brigadeiro com a Avenida Paulista e tem como especialidade o clássico tirashizushi.

Sushi Guen | Rua Manoel da Nóbrega, 76, lojas 13 e 14

Líbano – Halim
Esqueça as grandes redes de comida árabe espalhadas pela cidade. O Halim, que fica no bairro do Paraíso, é um restaurante familiar que serve os tradicionais pratos árabes. O grande destaque é o Uzi, um bolinho de massa folhada recheado com carne de carneiro que pode ser comprado diretamente no balcão para comer na hora ou para viagem.

Halim | Rua Doutor Rafael De Barros, 56, Paraíso

Polônia – Maria Escaleira
A cozinha polonesa é cheia de boas surpresas, ótima para dias frios, e o restaurante Maria Escaleira tem um cardápio baseado exclusivamente no país. Quem comanda a cozinha é o polonês Andrzej Wica, casado com a brasileira Vanessa Medrado. Entre os destaques do cardápio estão a porção de pierogi, uma espécie de capeleti recheado com batata e bacon, e o piernik, um bolo de mel com damasco e chocolate.

Maria Escaleira | Rua Mourato Coelho, 53, Pinheiros

Portugal – Casa Mathilde
São Paulo teve uma forte onda de imigração portuguesa mas, infelizmente, não tem tantos restaurantes típicos como os italianos e japoneses, por exemplo. Além dos clássicos que servem um bacalhau impecável, recomendamos a Casa Mathilde, um café/doceria bem no centro da cidade especializado em doces portugueses, como pastel de nata e o pastel de São Bento.

Casa Mathilde | Praça Antônio Prado, 76, Centro

Reino Unido – Partisans
partisans
Os pubs são verdadeiras instituições britânicas, e cada bairro tem seu pub favorito. Aqui em São Paulo não temos tantas opções, mas já há um bom número de pubs espalhados por aí. O Partisans, que fica num porãozinho em Pinheiros, é um pub bem relax, não tão caricato quanto outros por aí, com porções a preços justos e um delicioso hambúrguer para matar a fome entre uma pint e outra.

Partisans | Rua Cônego Eugênio Leite, 944, Pinheiros

Suíça – Florina
Quando você pensa em restaurante suíço, a primeira coisa que vem à mente é fondue num chalé, certo? Bom, o Florina, no Campo belo, não tem nada desse clichê. Em uma casinha charmosa, mãe e filhas da família suíça Häfeli servem pratos que vão além da fondue, como a batata rösti e o buendner gerstensuppe, uma sopa com cevada e vegetais.

Florina | Rua Cristóvão Pereira, 1220, Campo Belo

Tailândia – Namga
O Namga, em Perdizes, é a casa com o cardápio mais tradicional da Tailândia. Peixes, frutos do mar e aves são servidos com doses cavalares de curry, pimenta e outros condimentos saborosos.

Namga | Rua Apiacás, 92, Perdizes

Turquia – Kebab Paris
Apesar de levar a capital da França no nome e ser inspirado nas kebaberias parisienses, o kebab é um lanche tipicamente turco e o Kebab Paris, em Pinheiros, consegue fazer um ótimo (e super servido) kebap a preços justíssimos. O local é bem acanhado, mas as mesinhas na calçada conseguem atender bem o público até tarde da noite. Destaque para o bicicletário na porta, um incentivo para quem vai de bicicleta.

Kebab Paris | Rua dos Pinheiros, 169, Pinheiros


Quer mais dicas de restaurantes em São Paulo? A partir desta semana, os relógios de rua patrocinados pela Heineken irão informar, via Twitter, quais os restaurantes mais legais nas redondezas. Para receber as dicas, basta enviar a mensagem #OpenSP no Twitter e a conta da Heineken irá responder com alguma dica personalizada. Para funcionar, você deve estar com a geolocalização ativada no seu celular.

Veja mais detalhes sobre essa nova campanha da Heineken aqui e descubra também onde encontrar os relógios de rua com hotspots wi-fi grátis!

Foto do topo: Arola Vintetres