Durante uma viagem ao Parque Nacional Glacier, em Montana (EUA), no ano passado, o cientista e fotógrafo amador Gaurav Agrawal simplesmente queria capturar um belo pôr do sol. Infelizmente, depois de compartilhar sua foto no Flickr, as pessoas descobriram que o trabalho de Agrawal estava travando certos telefones com Android 10.

Sem o conhecimento de Agrawal, mesmo que sua linda foto tenha tenha sido exibida perfeitamente em seu computador e na web, ao editar a foto no Lightroom, ele exportou a foto usando um esquema amplo de cores HDR.

Normalmente, isso não seria um grande problema. No entanto, como o mecanismo de renderização em cores embutido no Android 10 não era capaz de exibir as cores da foto, definir a foto de Agrawal como papel de parede em alguns telefones Android (sobretudo modelos da Samsung e aparelhos Google Pixel) podia fazer com que eles ficassem reinicializando repetidamente. Para interromper isso, só voltando para as configurações de fábrica do aparelho.

Em uma entrevista recente à BBC, Agrawal, cujo trabalho foi publicado na National Geographic, disse que não fazia ideia de que o formato de exportação causaria tanto estrago. “Esperava que minha foto se tornasse ‘viral’ por um bom motivo, mas talvez isso fique para uma próxima vez.”

“Tenho um iPhone, e meu papel de parede sempre é uma foto da minha esposa”, disse ele à agência, portanto nunca foi um problema para ele.

À medida que a foto se espalhava pela internet, até grandes nomes do mundo tecnológico, como o vazador Ice Universe, começaram a emitir avisos para evitar que as pessoas tivessem problemas com a imagem. Sabe o que mais é interessante? Quando Ice Universe carregou a imagem no Weibo, o perfil de cores da foto foi alterado o suficiente para que ela não apresentasse mais problemas. Isso não aconteceu ao subir a foto no Twitter.

Enquanto isso, muitos dispositivos Android mais antigos e alguns mais recentes não foram afetados. É o caso dos aparelhos Nokia, pois a maioria deles não usa o mecanismo de renderização em cores padrão do Google. De qualquer forma, a menos que você queira resetar seu celular, recomendamos que você não faça o download da foto muito menos a defina como plano de fundo ou papel de parede.

Desde que o bug começou a se espalhar, os desenvolvedores do Android identificaram o problema e enviaram patches do Android Open Source Project para ajudar a evitar que o bug causasse problemas no futuro.

Além disso, quem já está com o Android 11 Beta diz que seus dispositivos também são imunes devido a uma mudança na maneira como o sistema converte imagens que possuem um esquema de cores não suportado. Se você quiser ainda mais detalhes sobre como esse bug realmente funciona, consulte a análise detalhada do pessoal do XDA Developers aqui.

Para Agrawal, que estava visitando o Parque Nacional Glacier pela terceira vez, é um pouco triste que uma foto tão incrível tenha causado alguns efeitos colaterais indesejados sérios, especialmente porque, antes de capturar a imagem, ele estava prestes a desistir de tirar fotos naquele dia.

“Estava escuro e nublado, e pensamos que não haveria um ótimo pôr do sol. Estávamos prestes a sair quando as coisas começaram a mudar”, disse.

Quanto a fotos futuras, Agrawal disse: “Vou usar outro formato a partir de agora”.