Durante as conversas sobre mudanças climáticas em Paris, o governo francês anunciou uma competição global que tem como objetivo criar um pequeno carro elétrico que custe menos de US$ 7.500.

Em sessão do evento, Ségolène Royal (ministra da ecologia, desenvolvimento sustentável e energia) explicou que ela queria “criar um carro elétrico para as pessoas”. Ela imagina que o carro deva ser pequeno, leve, rapidamente carregável, e com um design que não se pareça com carros elétricos tradicionais. Ela também sugeriu o preço máximo de € 7.000 — cerca de US$ 7.500 — e sugeriu que o preço inicial dos modelos seja na casa dos US$ 5.300.



>>> Paris ficou cheia de propagandas falsas para zoar os patrocinadores da COP 21

Os planos da França em lançar carros de baixo custo é uma tentativa de mudar a frota de veículos do país para opções elétricas. Royal também disse que espera que a competição estimule a competição — no desenvolvimento de bateria e materiais, assim como novos modos de uso do carro. “Em países emergentes, a crescente classe média compra cada vez mais veículos e a maioria deles é movido a combustível fóssil”, disse. “Esta alternativa [incentivar criação de veículos elétricos] é uma solução muito interessante.”

Esta não é a primeira vez que surge a ideia de criar um veículo elétrico acessível. Na Índia, um carro elétrico de baixo custo conhecido como e2o, da Mahindra, estava à venda por US$ 15.000, quando foi lançado. No entanto, não foi bem recebido pelos consumidores. Se a França conseguirá algo com seu esforço só o tempo dirá.

e20
Frota de e20, da Mahindra, durante apresentação do veículo na Índia, em 2014. Crédito: Divulgação

Foto do topo via AP.