Há um ano, ouvimos rumores de que o Google queria se tornar uma operadora de celular. Agora, temos mais detalhes sobre esses planos, vindos do confiável site The Information. O Google aparentemente está se preparando para entrar nessa área fechando acordos com as operadoras americanas Sprint e T-Mobile, para ter acesso às suas redes de voz e dados móveis.

>>> Google quer se tornar uma operadora de celular

O projeto tem o codinome “Nova”, diz o The Information, citando três pessoas com conhecimento do plano. Com ele, o Google seria uma operadora virtual de rede móvel, ou MVNO.

Ou seja, em vez de adquirir frequências de telefonia em licitações e construir torres de celular pelos EUA, a empresa apenas licenciaria a infraestrutura já existente. E ao unir as redes de duas operadoras em uma só, o Google poderia dobrar sua cobertura – ou, pelo menos, garantir uma rede mais confiável.

Rumores sobre os planos do Google para virar uma operadora circulam há algum tempo. Em outubro, registros da FCC (análoga da Anatel nos EUA) mostravam que a empresa pediu autorização para realizar testes em diferentes frequências sem fio.

Além disso, o Google vem fazendo de tudo para fornecer internet às pessoas: temos o Google Fiber, serviço de banda larga que chega a 1 Gbps; o projeto Loon, de balões atmosféricos que fornecem internet; drones para levar internet a lugares remotos; e seu mais recente investimento no projeto da SpaceX para construir uma internet no espaço. Só faltava apostar no 3G e 4G!

O Google vem estudando oferecer serviços de celular desde pelo menos 2012. O site The Information diz que a empresa planejava lançar o projeto no quarto trimestre de 2014, o que não aconteceu. [The Information]

Foto por TechStage/Flickr