O Google anunciou novas políticas para compras dentro dos aplicativos, especialmente para assinaturas. O objetivo é que esse tipo de oferta seja mais transparente e que usuários não caiam mais em pegadinhas de períodos gratuitos, por exemplo.

Além de incluir regras para os desenvolvedores, a Google Play Store irá oferecer informações diretas para os usuários, notificando quando os períodos gratuitos estiverem prestes a acabar ou quando assinaturas de longo prazo serão renovadas.

O objetivo do Google com as novas políticas é reduzir a quantidade de aplicativos com serviços de assinatura enganosos. É relativamente comum que aplicativos ofereçam conteúdos extras pagos por meio de assinaturas, mas também deem períodos gratuitos para testar essas ferramentas – no entanto, os termos para o cancelamento ou o período de testes podem ser enganosos.

A partir de agora os desenvolvedores precisarão esclarecer se uma assinatura será necessária para acessar todas as funcionalidades de um aplicativo, evitando que pessoas façam cadastros pensando que terão acesso apenas a funcionalidades básicas. Será preciso incluir mais informações sobre termos e condições de quaisquer períodos de testes gratuitos.

O Google passará a enviar e-mails antes de um período de testes ou de um preço promocional estiver prestes a terminar quando uma assinatura de longo prazo (3, 6 ou 12 meses) estiver prestes a ser renovada automaticamente. A companhia também irá alertar os usuários que somente desinstalar o app não é o suficiente para cancelar uma assinatura.

As medidas passarão a valer a partir de 16 de junho.

[The Verge]