Nicholas Allegra, mais conhecido por Comex, é a mente por trás da ferramenta JailBreakMe, que em versões passadas fazia o jailbreak de dispositivos da Apple do jeito mais simples possível: visitando um endereço da web.

Ele chamou a atenção da Apple e foi contratado para um estágio em 2011. No entanto, em outubro do ano passado, a Apple rescindiu o contrato. Agora ele vai trabalhar para o Google.



O motivo da demissão na Apple foi burocrático: Comex diz que esqueceu de responder a uma oferta interna de emprego para continuar o estágio. Passado o prazo, não havia nada que ele pudesse fazer, e ele saiu da empresa em outubro.

Comex agora diz no Twitter que vai fazer um estágio no Google por algumas semanas. À Forbes, ele diz que não vai trabalhar com Android, um sistema que ele “não gosta o bastante para um dia querer hackear”. Vamos torcer que o departamento de RH no Google não seja tão rígido quanto o da Apple.

De um jeito ou de outro, parece que os gênios que hackeiam sistemas operacionais como iOS e Android não se encaixam muito bem nas empresas que criam (ou modificam) esses sistemas. Por exemplo, Steve Kondik – o criador do CyanogenMod – foi contratado pela Samsung mas deixou a empresa em março, após 19 meses. Ao anunciar sua saída no Google+, ele diz que gostou muito do Galaxy S4, mas “parece que o TouchWiz retrocedeu alguns anos para a época do Froyo”. Kondik ainda não diz para onde irá a seguir. [@Comex via Forbes]