Entre o Surface Duo, o ZTE Axon 20, o Galaxy Z Flip, vimos muitos smartphones com designs incomuns em 2020. Mas nenhum deve superar o novo LG Wing, que pode ser o mais ousado e maluco de todos. É o mesmo dispositivo que teve imagens vazadas há cerca de uma semana.

Ostentando uma tela OLED principal giratória de 6,8 polegadas, o Wing meio que parece uma interpretação moderna do clássico Sidekick — aquele em que a tela se projeta para fora, revelando um teclado físico interno. Exceto que, em vez de esconder esse teclado, a tela principal do Wing gira em forma de T para revelar um display secundário OLED de 3,9 polegadas.

Dependendo das suas necessidades, o segundo display do Wing pode ser usado para verificar mensagens, consultar rotas em um mapa ou atender chamadas. No entanto, o Wing também inclui algumas personalizações especiais, como o Multi App, que deve permitir que você inicie dois aplicativos em ambas as telas com um único botão, ou a opção de usar o segundo visor como um controlador de mídia dedicado ao ouvir filmes ou assistir a vídeos.

Você pode até virar o telefone de cabeça para baixo em uma cruz invertida enquanto digita, para obter um teclado completo em modo paisagem enquanto suas mensagens aparecem na tela menor acima.

LG Wing. Crédito: LGImagem: LG

O uso mais inovador da segunda tela do Wing é a maneira como ela funciona em conjunto com as câmeras triplas na parte traseira, transformando o aparelho em uma câmera portátil de vlog. Isso porque, além de um sensor principal de 64 MP e uma câmera ultra-wide de 13 MP, o Wing também vem com uma câmera “Ultra Wide Big Pixel” de 12 MP com estabilização de imagem de cinco eixos e um modo especial com um joystick virtual, para você controlar a câmera e fazer montagens estáveis no estilo panorâmica, sem a necessidade de deixar o smartphone na vertical.

Na parte frontal, em vez de depender de um entalhe ou furo para uma câmera selfie, o Wing apresenta um sensor pop-up motorizado para ajudar a reduzir as distrações e realmente maximizar a tela de 6,8 polegadas. E para quem está pensando em usar o Wing como uma câmera de vlog, ele ainda vem com um modo de gravação especial que captura vídeo da câmera selfie frontal e de uma das câmeras traseiras, as duas ao mesmo tempo.

Por dentro, embora o Wing não tenha especificações de um smartphone topo de linha, ele vem com suporte 5G nas frequências de 6 Ghz e mmWave, graças ao processador Snapdragon 765G. Também temos sólidos 8 GB de RAM, 256 GB de armazenamento interno, um slot para cartão microSD e bateria de 4.000 mAh.

Apesar de ter duas telas empilhadas uma sobre a outra, o LG Wing possui 10,9 mm de espessura, não sendo muito mais grosso do que um celular convencional de 6,8 polegadas, como por exemplo o OnePlus 8 Pro, que mede 8,5 mm de espessura. O Wing não vem com entrada P2 para fone de ouvido, o que significa que ele é compatível apenas com fones de ouvido Bluetooth.

LG Wing. Crédito: LG

Imagem: LG

Para mim, a parte mais emocionante de tudo isso é que, depois de várias gerações de smartphones das séries G e V que fizeram parecer que a LG estava com medo de balançar o o mercado, parece que a fabricante sul-coreana está pronta para se divertir novamente.

Como o primeiro aparelho desenvolvido como parte do novo Projeto Explorer da LG, o Wing foi criado como uma forma de romper o design tradicional dos celulares atuais e tentar algo novo. E com o surgimento de vlogging e empresas de câmeras tradicionais como a Sony lançando câmeras legais, como a ZV-1, o Wing é uma alternativa inteligente (embora bastante destinada a um público específico) e ainda mais portátil para uma câmera compacta padrão.

A LG ainda não revelou informações oficiais de preço ou disponibilidade para o Wing, mas esperamos ouvir mais sobre o aparelho até o final deste ano.