Já faz algum tempo que falamos aqui que a AMD tem acirrado a disputa com a Intel pelo mercado de processadores. Pelo menos um consumidor muito importante ela conseguiu conquistar: ninguém menos que Linus Torvalds, o criador do Linux.

Torvalds — que ficou afastado do trabalho por um tempo para refletir sobre seu comportamento — contou a novidade na mensagem para desenvolvedores enviada depois de ter publicado a versão 5.7 RC7 do kernel do Linux. Ele escreve:

De fato, a maior emoção para mim nesta semana foi o upgrade da minha máquina principal e, pela primeira vez em cerca de 15 anos, meu computador não tem um processador Intel. Não, ainda não mudei para o ARM, mas agora estou usando um AMD Threadripper 3970x. Agora, minhas compilações de teste ‘allmodconfig’ são três vezes mais rápidas do que costumavam ser, o que não importa muito agora durante o período de calma, mas definitivamente notarei a atualização na próxima merge window.

Torvalds não falou qual processador tinha anteriormente, mas, olha, o Threadripper 3970x é um monstro. Ele tem 32 núcleos, 64 threads, usa transistores FinFET da TSMC de 7 nm, velocidade de até 4,5 GHz e TDP de impressionantes 208 W.

E ele não é nem o processador com mais núcleos no catálogo da AMD: o Threadripper 3990x tem 64 núcleos. A Intel não tem um processador tão “numeroso”. Seu processador mais avançado, o i9-10980X Extreme Edition, tem 18 núcleos. Por outro lado, a velocidade de cada núcleo individual é superior, chegando a 4,6 GHz.

Como Torvalds comenta, o novo processador deve agilizar bastante a compilação do kernel Linux com todos os módulos, principalmente no merge window ou janela de mesclagem, quando novas funções e APIs são incorporadas ao núcleo do sistema.

[Gizmodo en Español, Tom’s Hardware]