O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, se encontrou com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, no Salão Oval da Casa Branca nesta quinta-feira (19). E embora Zuckerberg não tenha se preocupado em mencionar o encontro em suas redes sociais, o presidente publicou no Facebook, Instagram e Twitter uma foto de um aperto de mão entre eles.

Zuckerberg, que sem dúvidas pode ser considerado uma das personalidades mais poderosas do mundo por ser o líder de uma empresa com dados de mais de 2,3 bilhões de pessoas, estava em Washington na quinta-feira para se encontrar com diversas autoridades.

Uma delas, o senador republicado Missouri, Josh Hawley, chegou a dizer que Zuckerberg deveria vender o Instagram e o WhatsApp, uma ideia que o fundador do Facebook nem considera.

O encontro entre Zuckerberg e Trump aparentemente foi acompanhado por Dan Scavino, diretor de mídias sociais da Casa Branca, mas não foi aberto para jornalistas e fotógrafos. Um porta-voz do Facebook disse à CBS News que o encontro com Trump foi “bom” e “construtivo”.

Trump tem acusado com frequência as lideranças de empresas de mídias sociais, como Twitter e Facebook, durante os últimos anos. Ele afirma, sem apresentar evidências, que as companhias possuem um viés anti-conservador e restringem a expressão de seus apoiadores.

O presidente dos EUA chegou a questionar por que instituições supostamente liberais não são censuradas em plataformas como o Facebook, uma questão que parece contradizer seu suposto apoio à liberdade de expressão.

Zuckerberg também se encontrou nesta semana com o senador democrata de Virgínia, Mark Warner, para discutir o futuro das redes sociais. Warner organizou um jantar em Washington na quarta-feira (18) e conversaram sobre a Libra, moeda digital do Facebook que já é uma controvérsia ao redor do mundo.

O CEO da rede social disse para Warner que o Facebook e a Associação Libra, um grupo de empresas sediado na Suíça, não lançariam a criptomoeda enquanto não houver uma sinalização de que os reguladores financeiros dos EUA compraram a ideia, de acordo com o Washington Post.

Apoiadores de Trump que usam o Facebook deixaram milhares de comentários na foto da Casa Branca expressando insatisfação com Zuckerberg.

Daniel Roberts, porta-voz do Facebook, enviou um comunicado ao Gizmodo por e-mail:

Mark está em Washington, D.C., se encontrando com legisladores para ouvir suas preocupações e falar sobre a regulamentação futura da internet. Ele também teve um bom e construtivo encontro com o Presidente Trump na Casa Branca.

O Facebook disse ainda que não tinha nada mais para compartilhar sobre o encontro.