Você se lembra da Mars One, aquela empresa que todos sabíamos que era um esquema, mas que ainda assim esperávamos ser real por causa do quanto gostamos do filme Perdido em Marte? Então, ela foi à falência.

A Mars One era uma empresa holandesa cujo objetivo era “estabelecer um assentamento humano permanente em Marte”. Você deve se lembrar de seu anúncio de que ela estava recrutando pessoas comuns para se tornarem astronautas para uma viagem só de ida a Marte. Mas você também deve se lembrar que provavelmente isso nunca teria como dar certo.

De acordo com o registro comercial da Basileia, um tribunal declarou a falência da Mars One em 15 de janeiro de 2019.

A empresa esperava angariar capital para financiar a missão por meio de doações, vendas de produtos e contratos com empresas de mídia para a produção de documentários e outros conteúdos. A empresa começou a contratar com a Lockheed Martin e a Surrey Satellite Technology um lander e um orbitador, segundo o SpaceNews. Mas parece que esse financiamento acabou.

As falhas se tornaram evidentes na estratégia de financiamento da empresa, no processo de seleção de astronautas e em praticamente todas as outras atividades. Eu recomendo ler as reportagens detalhadas (em inglês) do jornalista Elmo Keep sobre o assunto. Mas, basicamente, o processo de seleção não foi rigoroso, os potenciais astronautas foram encorajados a ajudar a financiar a missão, e não se pode simplesmente pagar uma missão para Marte com a promessa de uma boa história para a TV.

Os cientistas também não achavam que a Mars One funcionaria. Uma pesquisa do MIT mostrou que a missão não levaria comida suficiente e que a tecnologia não era avançada o suficiente para manter uma atmosfera em que os humanos pudessem sobreviver no Planeta Vermelho. Também devo apontar que o próprio site da empresa sugeria que ela ainda não tinha contratado nenhum especialista — na verdade, as reportagens de Keep sugeriram que a empresa tinha apenas um punhado de funcionários.

Entramos em contato com o CEO da Mars One, Bas Lansdorp, e com alguns dos investidores da Mars One, e atualizaremos esta publicação se tivermos uma resposta.

Eu sei que muita gente começou a depositar sua fé na indústria privada como uma forma de colocar os humanos em Marte. Mas vai ser preciso muito mais do que propaganda, doações e vendas de produtos para isso. Ciência rigorosa e milhões e milhões de dólares também são imprescindíveis.

[via Reddit]