Uma missão espacial lançada em conjunto pelas agências espaciais da Europa (ESA) e Japão (Jaxa) flagrou de perto o planeta Mercúrio.

No dia 1º de outubro, um par de orbitadores conhecidos como BepiColombo fez uma série de fotos durante seu sobrevôo pelo planeta mais próximo de nosso Sol. As imagens mostram o hemisfério norte de Mercúrio e as dezenas de crateras que recobrem sua superfície, incluindo uma que foi o local de várias explosões vulcânicas, de acordo com um comunicado da Agência Espacial Europeia (ESA). Também aparecem na foto as antenas da espaçonave e o boom do magnetômetro.


A ESA e a Jaxa lançaram a missão BepiColombo em 2018, com o objetivo de capturar imagens de Mercúrio e, assim, descobrir mais sobre sua origem e evolução. Apenas duas sondas já viajaram para o planeta: Mariner 10, que sobrevoou Mercúrio de 1974 a 1975, e MESSENGER, que repetiu a visita entre de 2011 a 2015.

O sobrevoo desta semana foi o primeiro dos seis que a BepiColombo fará em torno de Mercúrio. As sondas espaciais passaram a 199 quilômetros da superfície do planeta.

“O sobrevôo foi impecável, e é incrível ver, finalmente, nosso planeta-alvo”, disse Elsa Montagnon, gerente de operações da nave espacial da missão, em um comunicado à imprensa.

“Foi muito emocionante ver as primeiras imagens de Mercúrio da BepiColombo”, acrescentou David Rothery, chefe do Grupo de Trabalho de Superfície e Composição de Mercúrio da ESA. “Isso me deixou ainda mais entusiasmado para estudar os dados científicos que devemos obter enquanto estivermos em órbita ao redor de Mercúrio, porque este é um planeta que realmente ainda não entendemos totalmente.”

O próximo sobrevôo por Mercúrio está marcado para junho do ano que vem, seguido por mais quatro em junho de 2023, setembro de 2024, dezembro de 2024 e janeiro de 2025. Se tudo correr conforme o planejado, BepiColombo desacelerará o suficiente para entrar na órbita de Mercúrio até o final de 2025. Em seguida, os dois orbitadores iniciarão sua principal missão científica: mapear a superfície de Mercúrio para estudar sua superfície, composição e campo magnético.