Cerca de um mês atrás, a Nintendo anunciou uma atualização no hardware do Switch que inclui uma duração da bateria significativamente maior. Agora, com esses consoles estão chegando às lojas, o pessoal do iFixit decidiu abrir um Switch atualizado para ver o que mudou e descobrir como a Nintendo aumentou a vida útil da bateria do Switch.

No entanto, antes de mergulharmos no interior, é importante destacar as várias maneiras de diferenciar versões antigas e novas do videogame, pois, do lado de fora, os dois modelos parecem iguais.

Se você estiver procurando por um Switch no varejo, a maneira mais fácil de escolher o modelo atualizado é simplesmente olhar para a caixa. O novo vem em uma caixa vermelha brilhante, enquanto o da primeira geração vem em uma caixa branca.

A embalagem original do Switch está à esquerda, a nova está em vermelho à direita. Foto: iFixit

Além disso, caso você queira ter certeza de que está adquirindo o hardware mais recente, também é possível ver o número de série e modelo do Switch para confirmação adicional. Isso pode ser útil no futuro, quando a Nintendo lançar edições especiais com embalagens diferentes.

O Switch antigo possui o número de modelo HAC-001, enquanto o novo Switch tem um “(-01)“ no final: HAC-001(-01). Quanto ao número de série, o antigo ostenta uma cadeia de 14 dígitos que começa com XAW, enquanto o novo começa com XKW.

OK, resolvida essa parte, o que mudou por dentro? Infelizmente, menos do que você esperava. Apesar de a Nintendo anunciar que a bateria agora dura entre 4,5 e 9 horas por carregamento (em comparação com 2,5 a 6,5 ​​para o antigo), o novo Switch não tem uma bateria fisicamente maior.

A placa de circuito e os componentes do antigo Switch (parte inferior esquerda) e do novo (parte superior direita) são praticamente idênticos. Foto: iFixit

Em vez disso, a Nintendo adicionou um novo conjunto de memória LPDDR4X mais eficiente, além de atualizar o Switch com uma versão renovada do processador Tegra X1 da Nvidia. Havia rumores de que a Nvidia estava desenvolvendo uma nova versão de seu chip Tegra X1. Se é ele que está no novo modelo, isso significa que o sistema está rodando em um processador de 16nm, mais eficiente do que a arquitetura de 20nm usada no Tegra X1 original, lançado em 2015.

Além de um novo processador e memória, tudo parece estar praticamente inalterado, incluindo o Joy-Con. Isso é um pouco decepcionante para quem está atualmente aflito com o defeito dele, que faz com que os controles analógicos do Switch se comportem de forma irregular depois de um pouco de desgaste.

Verifique o número do modelo. O número do modelo do Switch atualizado (superior) é HAC-001 (-01), enquanto o número do modelo antigo do Switch (inferior) é HAC-001. Foto: iFixit

A tela do novo Switch também parece igual à anterior. Isso era motivo de dúvidas, pois uma matéria do Wall Street Journal afirmava que a Sharp fechou um acordo para fornecer à Nintendo novas telas IGZO LCD.

De qualquer forma, quem quiser comprar um Switch novo deve prestar muita atenção à sua embalagem e à documentação. Ao contrário do que diziam algumas matérias, a Nintendo não possui um sistema oficial que permita que os clientes que compraram recentemente um modelo mais antigo o substituam por uma versão atualizada. (No entanto, sempre vale tentar.) E, falando como um proprietário de Switch de longa data, a duração da bateria é muito importante. Você não vai querer abrir mão de umas horinhas a mais jogando, né?