Aquela caixa preta misteriosa da Nokia não era uma set-top box: era a embalagem do novo N1, um tablet Android bem fino que custa só US$ 249.

O Nokia N1 possui um corpo monobloco de alumínio que envolve a tela IPS de 7,9 polegadas e 2048 x 1536 pixels. Ela conta com a tecnologia “Zero Air Gap”: não há ar entre o vidro e o display, melhorando a legibilidade e reduzindo o reflexo.

Tablet Nokia N1 (1)

Por dentro, temos um processador Intel Atom quad-core 64-bit, 2 GB de RAM e 32 GB de armazenamento, mais bateria de 5.300 mAh. Ele é compatível com MIMO, que acelera a conexão Wi-Fi.

Há dois alto-falantes estéreo, e também duas câmeras: 8 megapixels na traseira, e 5 megapixels na frente. São apenas 6,9 mm de espessura e 318 g.

Tablet Nokia N1 (3)

Ele é um dos primeiros dispositivos a adotar o novo padrão USB reversível chamado Type-C. O conector se encaixa “para cima” ou “para baixo”, e só atinge velocidades de USB 2.0. A Nokia explica ao The Verge que “nosso parceiro não tinha acesso ao tipo de solução” para fornecer suporte a USB 3.1 (com velocidades de até 1,25 GB/s) prometido para o Type-C.

O tablet roda Android 5.0 Lollipop com o Nokia Z Launcher, que a finlandesa lançou este ano: ele organiza seus apps, contatos e páginas da web em uma lista automática, ao ver o que você mais usa em cada momento do dia; e permite abrir apps específicos desenhando letras na tela. Você pode baixá-lo neste link.

A Nokia esclarece ao GigaOM que este tablet roda o Android feito pelo Google – não é um “fork” – e possui acesso à Play Store “nos mercados onde ela está disponível”. Isso inclui diversos países – exceto a China, onde muitos serviços do Google são bloqueados.

Tablet Nokia N1 (2)

Vale notar que este tablet foi desenvolvido pela Nokia, mas não será produzido por ela, já que suas fábricas foram compradas pela Microsoft: é a Foxconn que está encarregada de tudo. O release diz:

A parceira OEM é responsável pela execução completa de negócios, da engenharia e vendas ao atendimento ao cliente, incluindo os passivos e custos de garantia, propriedade intelectual, licenciamento de software e acordos contratuais com terceiros.

O Nokia N1 será lançado inicialmente na China, até o final do ano, e depois na Rússia, Europa e em outros lugares. Saiba mais sobre o tablet aqui: [Nokia N1]

Atualizado às 18h08