O Galaxy Note 3 é enorme, tanto em tamanho quanto em importância: foi o dispositivo mais vendido da linha Galaxy no ano passado, e consolidou ainda mais os phablets no mercado. Agora, rumores dizem que até a Apple quer entrar nessa arena de smartphones grandalhões. Mas é por outro motivo que o Galaxy Note 4 tem uma missão difícil pela frente.

A divisão de dispositivos móveis da Samsung teve um segundo trimestre difícil: suas vendas caíram 4% em um ano, e ela perdeu a supremacia em smartphones na Índia e na China; seu queridinho, o Galaxy S5, teve uma recepção fria. Por isso, a Samsung precisa muito de uma vitória clara, e sua liderança nos phablets com canetinha stylus pode ajudar.



Aqui, reunimos os principais detalhes que vazaram sobre o Galaxy Note 4, que será revelado nesta quarta-feira (3) em Berlim.

Design

O design do Galaxy Note se manteve bem consistente ano após ano, mas isso pode estar prestes a mudar. Um site coreano diz que teremos duas versões do Galaxy Note 4. A primeira teria o visual de sempre, com a tampa traseira de couro falso e bordas de plástico. Entretanto, o segundo modelo teria acabamento de metal. O GSM Arena vazou fotos dele:

samsung galaxy note 4 gsmarena (2)

É possível identificar bordas chanfradas, como as do Galaxy Alpha, e evidências de que ele talvez não seja à prova d’água – nada de tampa na porta USB.

A palavra “metal”, a essa altura, se traduz em “premium”, o que significa em mais dinheiro saindo do seu bolso. O TechRadar também menciona que o Galaxy Note de metal pode ser um lançamento restrito ao mercado coreano, mas torço para que isso não seja verdade. Esta poderia ser a outra versão:

Além disso, o @evleaks confirmou que o Note 4 deve ser lançado nas mesmas opções de cores do Note 3: preto, dourado, azul e branco.

Tela

O Galaxy Note 3 veio equipado com uma tela Super AMOLED recheada com 368 pixels por polegada. Entretanto, a tela do Note 4 deve se embriagar de pixels, chegando à resolução quad-HD – ou seja, 2560 x 1440 pixels. Dado que a Samsung já faz smartphones com essa resolução – no caso, o Galaxy S5 LTE-A – isso parece bem possível.

No que diz respeito ao tamanho físico, acredita-se que a tela deve manter as mesmas 5,7 polegadas da versão anterior.

Câmera

As câmeras do Android são quase sempre oito ou oitenta, mas adoramos a câmera de 13 MP do Note 3, com suas fotos e vídeos super definidos e campo de profundidade decente. Acreditamos que o Galaxy Note 4 terá uma câmera de 16 megapixels, similar à do Galaxy S5.

O SamMobile também diz que será usado o sensor Sony IMX240. Especula-se ainda que o Note 4 também terá um flash dual LED e estabilização ótica de imagem.

Megapixels não são tudo quando falamos do desempenho de uma câmera, mas um aumento nesse departamento seria bem-vindo – desde que tamanho do sensor, lente e o software pesadão da Samsung não estraguem a experiência.

Falando em software, o SamMobile diz que o Note 4 terá uma forma de ativar a câmera quando a tela estiver desligada: toque nela, e deslize dois dedos para direções opostas. A câmera ainda teria os modos Selfie, Wide Selfie, Selfie Alarm e Create A GIF.

Bateria

Não ficamos sabendo muita coisa da bateria, embora isso não seja incomum. Coisas como a capacidade e o tempo estimado longe da tomada costumam vazar mais perto do anúncio, isso quando vazam. As exigências da tela Super AMOLED do Note 3 fez a Samsung incluir uma bateria de 3.200 mAh que, quando testada, aguentou tranquilamente um dia e meio de uso moderado.

Com uma tela mais poderosa sugando energia, podemos esperar um pequeno aumento no tamanho da bateria, mas o Snapdragon 805 – o SoC que deve vir no Note 4 – é mais eficiente no consumo de energia, de acordo com o Trusted Reviews. Por isso, talvez o chip melhorado isente a Samsung de mudar a bateria.

Sistema operacional

As chances de o Android L estar pronto para o lançamento do Note 4 são poucas, então é bem provável que ele venha com o Android 4.4 KitKat, dando mais tempo para a Samsung despejar a TouchWiz e suas novidades onde for possível antes de pensar em atualizações.

O Note será obviamente personalizado de alguma forma para incluir recursos dedicados à S Pen, como o menu suspenso Air Command. O SamMobile também nota uma possível troca de nome para a função “Download Booster” (“Acelerar Download”, no Brasil) para “Multi Network Booster”, um serviço que combina as redes móvel e Wi-Fi para baixar arquivos mais rapidamente.

Usando o Android 4.4.3 como base, a Samsung aparentemente testou serviços chamados “Aqua Capture”, “Smart Fingerprint” e “Swipe to Launch Motion Launcher”. Se eles estiverem disponíveis no aparelho, serão a prova de que o Note 4 será à prova d’água, contará com um sensor biométrico de digitais e, como o SamMobile diz, um controle de “abrir por movimento” inspirado na HTC que permitirá aos usuários acessarem certas funções a partir da tela desligada. Deve ser algo assim:

E em um dos vídeos promocionais da Samsung para a IFA, a empresa destaca a S Pen. Eles realmente querem que você use a canetinha:

Especificações

Ainda que só metade dos rumores que mencionaram as especificações desse smartphone gigante se confirme, ele deverá contar com um monte de sensores. Antes, vamos falar de processador. Benchmarks vazados sugerem que o Note 4 virá com o Snapdragon 805, da Qualcomm, ou um Exynos octa-core da própria Samsung. Ambos foram vistos em resultados de benchmarks no último mês, mas o SamMobile diz que o Exynos deve ficar restrito a poucos mercados. O Snapdragon 805 pode trazer LTE-A (Advanced), que estica a velocidade máxima suportada em redes móveis compatíveis, da mesma forma que o Galaxy S5 LTE-A na Coreia do Sul.

O Snapdragon 805 representa um salto maior em termos de processamento do que o visto entre o 800 e o 801. O chip foi projetado para resoluções 4K, e melhorias no processamento de sinais digitais o tornaram capaz de lidar com câmeras de até 55 megapixels. O Trusted Reviews tem um artigo detalhado sobre os prós e contras dele. Adiantando: há mais prós do que contras. É um avanço real, e um que você provavelmente notará caso ele equipe mesmo o Note 4.

A Samsung também pode trazer um sensor ultravioleta que será integrado ao app S Health, para monitorar o índice de raios UV e avisá-lo sobre condições possivelmente danosas. Ele também deve trazer um leitor de impressão digital no botão Home, além de um monitor de batimentos cardíacos.

O restante das configurações é meio nebuloso. Alguns vazamentos sugerem variantes de 16, 32 e 64 GB de espaço interno, com modelos com 3 ou 4 GB de RAM, slot para cartão microSD de até 128 GB e conexão microUSB 3.0.

Conectividade

Se o Note 4 vier com o Snapdragon 805, poderemos cruzar os dedos e torcer por suporte a LTE-A, o que aumenta as taxas de transmissão e capacidade. Fora isso, ele deve vir com o pacote completo de conexões, como Wi-Fi, NFC, Bluetooth e outras opções que são praticamente regra em dispositivos premium.

Disponibilidade

Quando se fala em lançamentos do Galaxy Note, a Samsung segue um padrão bem definido. Primeiro, o smartphone é anunciado no final de agosto ou começo de setembro, pouco antes da feira IFA. É quase certo que veremos um cronograma similar com o Note 4, especialmente porque a data do anúncio – 3 de setembro – já foi confirmada.

No Brasil, o Galaxy Note 3 começou a ser vendido em outubro do ano passado e a versão anterior, no final de outubro de 2012. Não será surpresa, pois, se ainda em outubro o Note 4 estiver disponível por aqui.

Preço

Ano passado o Galaxy Note 3 chegou ao Brasil por salgados R$ 2.899. Um ano antes, o Galaxy Note II foi apresentado no país por R$ 2.299, uma diferença de R$ 600. É pouco provável que a Samsung suba ainda mais esse preço, mas não prenda sua respiração enquanto espera por um valor similar ao de 2012. Smartphones no Brasil são caros e o Galaxy Note 4, pelo porte e posicionamento, não deve mudar isso.