Chegou a hora do Flash para Android fazer a sua passagem. Em novembro passado, a Adobe anunciou a interrupção do desenvolvimento do plugin móvel. A partir de amanhã, novas instalações dele em smartphones e tablets Android não serão mais permitidas. É o fim. Descanse em paz, pequeno Flash.

Defendido pela Adobe e festejado por fabricantes de Android como um grande diferencial da plataforma, na prática o Flash nunca fez muito pelos smartphones e tablets que contavam com ele. Longe de ser onipresente como é nos desktops, com o HTML5 fungando no cangote, a porta na cara dada pela Apple em seu iOS e apresentando um desempenho ruim, era difícil mesmo ele vingar — e desde o início a gente batia nessa tecla. O futuro também não era muito promissor, com a Microsoft limitando uma versão capada do Flash no IE10 do Windows RT. No fim das contas, Jobs estava certo e a “experiência web completa” será sem o Flash.

Com a mudança, a Adobe abraçou o HTML5 para dispositivos móveis e passou a focar seus esforços no Flash para desktops em áreas onde o plugin se dá realmente bem, como jogos e streaming de vídeo em alta definição. O fato de estarmos em um mundo cada vez mais móvel (e “Flash-less”) talvez ameace, a longo prazo, a própria existência do Flash. Faz parte, essas coisas acontecem. Todavia, se você é fiel e quiser continuar usufruindo de novas versões e tudo mais do plugin num dispositivo móvel, eis o seu próximo tablet. [The Verge. Foto: Alam Kubur]