Cerca de 3.200 prisioneiros em Washington foram soltos antes da hora em função de uma falha de software que errou o calculo de créditos de bom comportamento.

A CNN diz que o bug foi inserido no sistema em 2012, quando uma atualização com novas regras da Justiça relacionadas a bom comportamento foi instalada. Aparentemente, 3% de todos os presos soltos receberam mais créditos de bom comportamento do que deveriam.

Dos presos soltos antes da hora, o tempo médio extra de liberdade que tiveram foi de 49 dias. Apesar disso, a BBC disse que conseguiu falar com um prisioneiro que teve 600 dias de sua sentença cortada.

Aparentemente, a falha foi notada pela primeira vez em 2012. Mas, por razões que ainda estão sendo investigadas, a solução para o problema foi protelada. Em um comunicado, Jay Inslee, governador de Washington, disse:

Estes foram erros graves e com implicações serias. Quando soube disso, ordenei ao Departamento de Correções que consertasse o bug o mais rápido possível… tenho uma série de questões sobre como e por que isso aconteceu. E eu entendo que a população tenha as mesmas perguntas. Espero que uma investigação externa traga a transparência e a responsabilidade que precisamos para assegurar que essa falha seja resolvida.

Uma solução para o problema deve ser implantada em 7 de janeiro.

A notícia não é nada boa para esses prisioneiros que foram soltos prematuramente. As autoridades disseram que eles deverão cumprir o resto de suas sentenças. A parte boa é que eles receberão créditos de bom comportamento pelos dias que passaram fora da prisão sem causar problemas.

[CNN, BBC]

Imagem do topo por Thomas Hawk.