O Pentágono, órgão de defesa ligado ao exército dos Estados Unidos, anunciou na terça-feira (23), a criação de uma força-tarefa exclusivamente dedicada à “investigação de fenômenos aéreos não identificados” — também chamados de OVNIs, quando referidos como “objetos”.

A divisão tem o objetivo de analisar eventos relacionados a aparições de objetos voadores não identificados nos EUA. Segundo o órgão, um grupo trabalhará para detectar objetos em espaços aéreos restritos, bem como minimizar possíveis ameaças a voos militares.

Segundo Kathleen H. hicks, secretária interina de defesa, o grupo atuará sob a supervisão de um conselho executivo formado por oficiais da Secretaria de Defesa dos EUA, do Estado-Maior Conjunto dos Estados Unidos (Joint Chief of Staff) e membros sênior da Diretoria de Inteligência Nacional, que já supervisionam atividades da CIA, NSA e outras áreas da inteligência militar norte-americana.

De agora em diante, caberá ao Grupo de Identificação e Sincronização para Gerenciamento de Objetos Aerotransportados (AOIMSG, na sigla em inglês) padronizar o processo para relatar incidentes. do tipo

Em junho, o Pentágono recebeu críticas por supostamente não investigar a fundo cerca de 143 relatos de avistamento de objetos feitos por pilotos ligados ao governo norte-americano.

Assine a newsletter do Gizmodo

Mais do que descobrir propriamente vida extraterrestre tentando se comunicar com à Terra, os americanos estão agindo para identificar eventuais avanços em satélites e comunicações de chineses e russos. Vale tudo na corrida tecnológica.