A fabricante de chip Qualcomm confirmou em uma conferência por telefone nesta quarta-feira (25) que acredita que a Apple, empresa que está processando a companhia de San Diego por royalties e patentes desde 2017, não vai usar seus modems de internet móvel na próxima geração de iPhones.

Teste mostra que Galaxy S9 tem velocidade de download maior que iPhone X

Geroge Davis, chefe financeiro da Qualcomm, disse aos analistas durante a chamada que eles acreditam que a Apple deve usar um dos seus competidores, o que torna a Intel como uma das prováveis fornecedoras:

“Acreditamos que a Apple pretende apenas usar modems de nosso competidor em vez dos nossos no próximo lançamento do iPhone”, disse Davis em uma conferência. “Continuaremos a fornecer modems para os modelos anteriores.”

Boa parte das receitas da Qualcomm vem do dinheiro de licenciamento de modems e chips, e a Apple é um dos seus maiores clientes — a Apple não respondeu a um pedido de comentário sobre o assunto.

A CNN Money ressalta que a Qualcomm também confirmou que vai abandonar os esforços de comprar a holandesa NXP Semiconductors, em um negócio avaliado em US$ 44 bilhões. Em vez disso, a empresa de San Diego vai recomprar ações do valor de US$ 30 bilhões. Sobre isso, uma das razões por trás da desistência é o fato de a China não ter aprovado a operação — como sabemos, China e Estados Unidos estão no início de uma guerra comercial, aí acaba sobrando para as companhias.

A Apple antes só usava modems da Qualcomm para iPhones, mas com a batalha legal das empresas, a companhia de Cupertino passou a usar chips da Intel em metade dos iPhones produzidos. Uma mudança para a Intel poderia complicar a demanda para novos produtos, como nota a Cnet, pois os chips da Intel são significantemente mais lentos que os da Qualcomm:

Um relatório recente da Ookla mostrou que smartphones Android usando modems da Qualcomm eram mais rápidos que iPhones equipados com chips Intel nas mesmas redes. Na T-Mobile, por exemplo, smartphones Android com o Qualcomm Snapdragon 845 baixaram arquivos 53% mais rápido que smartphones usando o chip intel XMM 7480 e 68% mais rápido que aparelhos com o modem Intel XMM 7360.

Como notado pelo Verge, a Qualcomm também parece que está na corrida em lançar modems 5G no mercado ainda neste ano, embora a Intel só deve apresentar algo no próximo ano.

A Apple tem enfrentado alguns problemas de qualidade em MacBook Pros, teclados, dispositivos iOS que ficaram mais lentos e agora modems que baixam arquivos a uma velocidade menor do que a de seus competidores. Dito isso, é pura especulação se o próximo iPhone vai ter, de fato, uma conectividade mais lenta que outras empresas usando Qualcomm ou se a diferença vai ser significante o suficiente.

Outros relatos sugerem que a Apple poderá usar chips da MediaTek em vez da Intel. Existem ainda rumores de que a Apple possa estar trabalhando em chips próprios como parte de uma estratégia de Tim Cook, CEO da empresa da maçã, de dominar a cadeia de suprimentos, embora isso pareça ser mais um objetivo de longo prazo.

[CNN Money]