MAUI* — A Qualcomm deu alguns passos importantes no setor de computadores em 2019. O Surface Pro X, da Microsoft, e o Galaxy Book S, da Samsung, são dois exemplos de laptops que usam os processadores da marca. E mais modelos virão, pois a empresa anunciou dois novos chips para notebooks intermediários e básicos: os Snapdragon 8c e 7c. Eles chegam para fazer companhia ao 8cx, processador de topo de linha para laptops.

Para ganhar terreno no mercado de notebooks, a Qualcomm aposta em processadores capazes de entregar uma experiência com características típicas de celular. A empresa adotou o lema “sempre ligado, sempre conectado” para os produtos, que resume algumas das vantagens prometidas. Entre elas, estão duração mais longa de bateria, inicialização rápida, modo de espera conectado e aquecimento mínimo.



A Qualcomm promete alcançar isso entregando para as fabricantes uma solução completa, com CPU, GPU e modem 4G — ou 5G, no caso do 8cx — integrados em uma única plataforma, entre outros componentes. Isso ocuparia menos espaço que as placas-mãe atuais, o que permitiria baterias maiores. Além disso, os Snapdragon 8cx, 8c e 7c dispensam ventoinhas, o que pode ajudar a economizar energia e diminuir o peso dos aparelhos.

A empresa também promete desempenho e eficiência melhores, graças a seu motor de inteligência artificial, que também virá nos chips para computadores. No caso do 7c, a Qualcomm diz que o desempenho será 25% maior que os concorrentes. Para o 8c, a expectativa é de uma performance 30% maior em comparação com o Snapdragon 850.

Por enquanto, nenhum notebook com os Snapdragon 8c e 7c foi anunciado, mas os primeiros modelos devem chegar em 2020. Na área de demonstração do Snapdragon Tech Summit, havia laptops de teste feitos pela própria Qualcomm. Esses modelos, pelo menos, eram bem leves e pareciam aquecer pouco.

Além disso, no modelo com Snapdragon 7c, o ícone da bateria do Windows 10 estimava a duração de um dia longe da tomada, o que me deixou bem impressionado. Porém, ainda precisaremos ver aparelhos reais para saber como eles se comportam. Se serve de parâmetro, o Galaxy Book S, com Snapdragon 8cx, promete 23 horas de bateria.

Uma das grandes dúvidas que pairam, aliás, é a compatibilidade de aplicativos. O sistema operacional está resolvido — a Microsoft marcou presença no evento, e uma porta-voz da marca garantiu que o Windows 10 completo e sem alterações roda em qualquer plataforma, incluindo os novos Snapdragon.

Com os programas, porém, a questão é mais nebulosa. Em entrevista depois da apresentação, Miguel Nunes, diretor sênior e gerente de produto da Qualcomm, disse que isso vai depender de cada software.

Outra dúvida é se veremos produtos como esses no Brasil. Nenhum Surface nunca veio para cá, e não foi diferente com o Surface Pro X, e o Galaxy Book S também não foi lançado no País. Nunes, porém, disse que o modelo de sistema em pacote dos Snapdragon 8c e 7c pode ajudar fabricantes locais que não possuem expertise para fazer todos os componentes que um laptop precisa.

*O Gizmodo Brasil viajou a Maui, no Havaí (EUA), a convite da Qualcomm.