Mal a Apple lançou o Apple Watch no Brasil e a marca já planeja um evento para março de 2016 nos EUA para falar sobre a nova geração da linha relógios inteligentes. As informações são de fontes do site 9to5mac, que também dizem que a empresa da maçã pode apresentar um iPhone 6c com tela menor que a dos atuais modelos.

As tecnologias para a segunda versão do Apple Watch estão sendo desenvolvidas antes mesmo do início das vendas da primeira versão, de acordo com o 9to5mac. Dentre as funcionalidades que o relógio deve trazer, o site cita um sensor para monitorar o sono, uma nova câmera (será que vai rolar tipo uma câmera espiã?), conexão sem fio (provavelmente Wi-Fi, pois Bluetooth já tem) e melhores sensores para monitoraramento da saúde.



>>> Por que você não deve comprar um Apple Watch tão cedo
>>> Chegamos ao ponto de existir consórcio para comprar um iPhone

>>> Quase ninguém foi ao lançamento do iPhone 6s na Apple Store de SP

A ideia é que o novo smartwatch da Apple chegue às lojas dos EUA em abril, como aconteceu com a primeira versão.

Quanto ao iPhone, o suposto iPhone 6c deve ter um tela de 4 polegadas — parece que a empresa ouviu as reclamações de alguns usuários que alegam não conseguir mexer em seus aparelhos de tela maior apenas com uma mão. No que diz respeito às especificações, o smartphone deve ter uma configuração próxima ao iPhone 6, com a mesma câmera e o processador A9 (disponível apenas no iPhone 6s).

Caso role mesmo o evento, este será o segundo seguido realizado em março pela Apple. No ano passado, atém do Apple Watch, a companhia apresentou um novo modelo do MacBook Air e o Research Kit, iniciativa para o desenvolvimento de pesquisas médicas. Ainda está cedo para a Apple disparar convites. No entanto, os dois possíveis lançamentos são bem razoáveis.

Chama a atenção a volta de um iPhone “c”. A primeira tentativa não foi muito bem aceita no mercado — muita gente chamou de “fiasco”. Porem, a briga dele na época era com o iPhone 5s, e ele tinha exatamente o mesmo tamanho, apesar de contar com especificações mais tímidas que seu “irmão”. Talvez um iPhone menor entre os grandalhões se dê melhor no mercado (ou não). Só o tempo dirá.

[9to5mac]