O 5G promete atingir velocidades superiores a 1 gigabit por segundo, mas precisa superar um desafio tecnológico: a rede usa frequências muito altas que têm baixo alcance – o sinal atenua a certa distância das antenas. O que fazer? A Samsung tem uma ideia.

>>> O que é o 5G, e como ele trará velocidades ainda maiores na internet móvel

A coreana realizou um teste em Seul com um veículo viajando a 25 km/h, e ele foi capaz de alternar entre três antenas mantendo uma transmissão de dados com média de 1,67 Gbps.

O truque, segundo a Samsung, é usar uma tecnologia de formação de feixes: a antena foca as ondas de rádio de comprimento milimétrico em feixes concentrados. Elas miram nos dispositivos de cada usuário, em vez de simplesmente cobrir uma área com sinal de rádio.

A ideia é “superar as limitações inerentes às frequências ultraelevadas usadas no 5G, que têm faixas de transmissão mais curtas e sofrem maior perda de sinal”.

samsung 5g handover

Em 2014, a Samsung usou essa mesma tecnologia para transmitir dados a 7,5 Gbps entre dois pontos fixos; e atingir uma velocidade estável de 1,2 Gbps em um carro viajando a mais de 100 km/h.

Espera-se que os testes do 5G comecem ainda este ano no Brasil, realizados pela Claro e Ericsson. Ela deve atingir disponibilidade comercial por volta de 2020.

[Samsung]