A Samsung é, de longe, a fabricante de smartphones que atua no Brasil com o maior número de linhas e modelos de celulares. A salada de letras e números funcionava mais ou menos assim: celulares de entrada compunham a linha J, seguido de intermediários na linha A e os principais modelos na linha S e Note.

Porém, nesta terça-feira (9), a companhia anunciou que aposentará a nomenclatura Galaxy J e passará a colocar essas opções no guarda-chuva da linha Galaxy A. A mudança de estratégia foi confirmada em um vídeo da Samsung de sua filial da Malásia.

O vídeo promocional não esclarece os porquês da mudança, mas a intenção de abandonar a linha Galaxy J já vinha sendo ventilada na Samsung desde o ano passado – na época, falava-se de adotar a linha Galaxy M como substituta.

Aparentemente, a marca está tentando reorganizar o seu portfólio, mas não parece que essa junção facilitará a vida do consumidor. O perigo aqui pode ser justamente confundir ainda mais os clientes, que não terão distinção clara entre modelos de entrada e modelos intermediários.

Recentemente, a linha Galaxy A ganhou uma série de recursos de ponta, como câmeras triplas e acabamento refinado – foram esses os celulares escolhidos para antecipar funcionalidades dos aparelhos mais caros.

A tendência agora é que a distinção das capacidades de cada smartphone se dê de acordo com o número que o acompanha. A marca já anunciou a chegada de aparelhos como Galaxy A10, A20, A30, A40, A50, A60 e A70. E lembram que eu comentei sobre a linha Galaxy M? Ela continua existindo (mas os modelos ainda não foram anunciados para o mercado brasileiro).

Toda mudança causa confusão, mas dá para dizer que organização de linhas de produtos não é o forte da Samsung.

[XDA-Developers]