Quando você pensava que Edward Snowden já havia acabado de tentar convencê-lo de que ele é uma grande pessoa, o delator exilado na Rússia deu uma entrevista incrível para a Wired. E não foi para qualquer pessoa: ele ficou três dias conversando com James Bamford, o outro delator da NSA.

>>> 30 anos depois, o primeiro delator da NSA conta todos os detalhes de sua história

Bamford passou três dias inteiros com Snowden, a maior quantidade de tempo que um jornalista já conseguiu ficar ao lado do rapaz de 31 anos desde que ele chegou à Rússia. Os dois antigos funcionários da NSA falaram sobre muita coisa nesse tempo, desde a juventude de Snowden a sua rotina e visitas ao mercado em Moscou. Curiosidade: quando russos reconhecem Snowden na rua, ele simplesmente diz “shhh” e coloca seu dedo nos lábios.

e4f1y9jsnykmew8cyggl

Outra curiosidade (?): Snowden acha que as revelações mais surpreendentes dos seus vazamentos ainda estão por vir. Como ele explicou a Bamford:

Eu acho que eles pensam que há alguma coisa lá dentro que significaria a morte política deles. O fato das investigações governamentais terem falhado – eles não sabem o que foi pego e continuam jogando esses números ridiculamente grandes – significa para mim que em algum momento na avaliação de danos eles devem ter visto algo e pensaram “puta merda”. E eles acham que isso ainda vai vazar.

Você pode ler a entrevista completa – em inglês – na Wired. Mesmo que ache que já tenha lido o suficiente sobre Snowden e espionagem, vale a pena conferir a perspectiva única de Bamford. Afinal, esse cara também foi um delator da NSA. Então ele sabia exatamente quais eram as melhores perguntas a fazer. [Wired]