O modo escuro está começando a ser disponibilizado tanto no Android como no iOS. Tem quem goste e eu conheço uma galera que odeia do fundo do coração. No entanto, uma coisa é certa sobre isso: ativar o modo escuro ajuda a gastar menos bateria em telas OLED.

O pessoal do canal Phonebuff, do YouTube, resolveu tirar isso à prova ao testar dois iPhone XS Max lado a lado, sendo um com o modo noturno do iOS 13 e outro com este modo desativado. Em comum, os aparelhos foram configurados para o brilho de 200 nits e os apps usados tinham o modo escuro.



Os testes foram conduzidos por robôs que executavam uma série de funções em determinados apps. O primeiro consistia em usar o app Mensagens por duas horas. No iPhone XS Max no modo escuro o nível de bateria foi para 88%, enquanto no modo convencional foi para 83%.

Na sequência, a atividade de ficar navegando no Twitter por duas horas fez cair para 72% a bateria do iPhone com modo escuro, já o outro caiu para 57%. Depois, o teste foi usar o YouTube pelo mesmo tempo para as outras atividades, aí o nível caiu de 43% no primeiro telefone e 20% no segundo.

Por fim, o último teste foi navegar no Google Maps. O iPhone no modo claro desligou rapidamente, enquanto o no modo escuro ficou ainda com cerca de 30%.

Gráfico de comparando consumo no modo escuro

Como já ressaltamos, os apps do teste estavam com o modo escuro habilitado, além do recurso do iOS 13. Isso tudo poderia ser diferente no caso de uma pessoa que use aplicações que não tenham essa função que deixa o fundo escuro.

De qualquer jeito, este teste acaba confirmando de forma um pouco mais prática um levantamento divulgado pelo Google no ano passado. O segredo da tela OLED é que elas conseguem ligar ou desligar pixels em especifico, diferente das telas LCD que contam com uma retroiluminação por trás.

Por ora, apenas smartphones sofisticados contam com tela OLED, como o Galaxy Note 11, os iPhones XS, iPhone 11 Pro, LG G8 e Galaxy S10 para citar alguns exemplos.

É bem legal ver na prática este teste e a mobilização que tem havido por parte dos desenvolvedores em adaptar apps para o modo escuro. No entanto, isso tudo acaba encobertando que, na verdade, a questão das baterias ainda é muito complicada: apesar de pesquisadores estarem estudando novos materiais e formatos, não temos nada de novo para melhorar.

[Phonebuff via The Next Web]