Os carros de 2015 estarão mais conectados do que nunca graças ao Android Auto e Apple CarPlay, sistemas que oferecem uma interface para controlar seu smartphone de uma forma mais simples enquanto você dirige.

>>> Em 2015, os carros estarão mais conectados — veja o que vem por aí

Dom Esposito, do 9to5Google/9to5Mac, testou o Hyundai Sonata 2015 – um carro que roda tanto Android Auto como Apple CarPlay – e fez este vídeo de comparação. Confira:

Os dois sistemas têm muitas semelhanças: você conecta seu smartphone com um cabo USB para que ele ative uma interface simplificada no painel no carro – nenhum deles funciona sem fios.

Isso permite que você leia notificações, responda mensagens de texto, ligue para seus contatos e navegue usando mapas. Ambos também dependem bastante de comandos por voz, para tentar minimizar as distrações.

Uma das principais diferenças está na tela inicial: o Android Auto exibe cards do Google Now, enquanto o CarPlay tem os ícones de sempre.

Android Auto

Com o Android Auto, é preciso plugar o cabo USB em um smartphone ou tablet rodando Android 5.0 Lollipop (não pode ser uma versão anterior). Então surge a interface no carro com cards do Google Now.

Há um foco em interações por voz: por exemplo, não é possível ler mensagens do WhatsApp na tela do carro – é preciso ouvi-las. Para responder, basta ditar a mensagem; você pode ativar o microfone direto no volante. Você pode ligar para outra pessoa usando um discador na tela, ou por comandos de voz.

Você também terá Google Maps com direções curva a curva, mais informações de trânsito. O app também permite buscar um local digitando em um teclado virtual, mas o Google diz que o teclado não aparece enquanto o carro está em movimento.

O botão de headphones leva você ao Google Play Música; ao tocar e segurar, ele abre um menu com outros apps de áudio, como Spotify, SoundCloud, entre outros. Esses apps não requerem instalação adicional: se você usa o Spotify no seu smartphone, ele será ativado automaticamente no carro.

CarPlay

Quanto ao CarPlay, é preciso plugar o cabo Lightning no iPhone 5 ou superior (iPads não são compatíveis) e tocar em um botão para ativar o recurso. Aparecem ícones iguais aos do iPhone, mas a interface dos apps é também focada em voz.

Por exemplo, ao abrir o discador, você é recebido pela Siri, para dizer quem você quer contatar. O botão Home leva você às opções do app (discador, favoritos etc.). No app Mensagens, é a mesma coisa; e assim como no Android Auto, ele não exibe texto para não distrair o motorista – cada mensagem é ditada para você.

Há também os apps padrão de música e podcasts, mais apps de terceiros que ficam na tela inicial, como iHeartRadio e Spotify. Você os instala através da App Store e eles são automaticamente ativados no carro.

O Android Auto e o CarPlay estão disponíveis em alguns carros da linha 2015, e também em dashboards bem caros – que custam entre US$ 800 e 1.400 mais instalação. [9to5Mac]