Os humanos não são as únicas vítimas da guerra na Ucrânia, iniciada em fevereiro deste ano. Com a população tendo que deixar o país ou perdendo a vida durante as invasões, muitos animais de estimação ficaram para trás, sofrendo as consequências da fome, sede e cansaço. 

Um vídeo divulgado no Twitter mostra oficiais de patrulha realizando o resgate de um cão na cidade de Bucha, na Ucrânia. O animal estava dormindo sobre cacos de vidro dentro de um carro destruído. O cachorro foi levado ao veterinário pelos policiais e depois adotado por um deles. Confira:

Não é a primeira vez que a Polícia Nacional da Ucrânia é flagrada resgatando pets do terror da guerra. Imagens divulgadas no Instagram da instituição mostram profissionais retirando animais de áreas atingidas. 

Abaixo, você confere a história de um resgate na cidade de Bashtanka, na Ucrânia. De acordo com as autoridades, o animal foi encontrado dentro de um raio totalmente deserto. Apesar do medo dos bombardeios, ele permaneceu no local –e pôde ser salvo. 

O pequeno na imagem seguinte, apelidado de Blockpost, foi encontrado em matagais próximos a um posto policial na cidade de Odessa. Felizmente, seu final foi bastante feliz: o animal foi adotado pelos oficiais daquela base.

O abandono não foi a regra. Muitos tutores conseguiram levar seus pets para bunkers subterrâneos ou estações de metrô. Outros foram capazes de atravessar a fronteira ao lado de seus companheiros. Você pode conferir imagens divulgadas pelo The Moscow Time.

O Fundo Internacional para o Bem-Estar Animal (IFAW, sigla em inglês), também está arrecadando fundos para ajudar os animais afetados pela guerra. Com o auxílio de doações, a instituição está entregando alimentos e suprimentos para as famílias que fugiram com seus pets. 

Ao mesmo tempo, o IFAW mantém parcerias com abrigos de animais na Ucrânia, provendo auxílio monetário para a compra de alimentos, insumos veterinários e para o pagamento do salário da equipe. A instituição também está envolvida na realocação de animais selvagens no país, que precisam ser transferidos de um zoológico para outro.