Um gerente de projetos da Microsoft deixou escapar para o Gizmodo que o Windows 10 para PCs está de fato previsto para julho. A CEO da AMD, Lisa Su, havia comentado há alguns dias sobre “o lançamento do Windows 10 no final de julho”.

Joe Belfiore, da Microsoft, diz apenas que o lançamento do novo Windows “começa no verão [junho a agosto] e continua durante o outono [setembro a novembro]”.

Inicialmente, apenas PCs poderão atualizar para o Windows 10. Smartphones, Xbox One, Arduino e HoloLens vão receber o sistema ao longo dos meses seguintes.

Além disso, os PCs não terão de cara todos os recursos prometidos para o Windows 10: Belfiore diz que alguns recursos serão adicionados após o lançamento. Vamos torcer que, entre eles, não esteja nada grande como a Cortana ou o navegador Microsoft Edge (ex-Project Spartan).

Windows 10 na Build - menu Iniciar transparente

Essa abordagem cautelosa para distribuir o Windows 10 faz bastante sentido: ele será gratuito para quem está no Windows 7 ou Windows 8.1 – a Microsoft já prepara milhões de PCs para receber a atualização, e todo cuidado é pouco.

Além disso, a versão para smartphones ainda está muito crua, e precisa de mais tempo até estar pronta para usuários em geral. É quando veremos smartphones top de linha com Windows 10, alguns deles capazes de um modo PC quando conectados a telas maiores.

Todos os dispositivos com Windows Phone 8 serão atualizados para a próxima versão. Quanto a PCs, a regra é diferente: para não pagar nada pelo Windows 10, você precisa baixá-lo durante o primeiro ano de seu lançamento – ou seja, até o terceiro trimestre de 2016.

Se você fizer isso, vai receber atualizações durante toda a vida do seu PC: “uma vez que um dispositivo com Windows estiver atualizado para o Windows 10, vamos continuar a mantê-lo atualizado por toda a vida do dispositivo – sem nenhum custo”, disse Terry Myerson em janeiro.