O Project Astoria, que visava converter aplicativos Android em versões para Windows 10, pode ter sido encerrado, mas nem por isso a Microsoft desistiu de levar ferramentas do sistema operacional móvel do Google à plataforma para PCs. Prova disso é que, segundo informações do site Windows Latest, a companhia segue firme e forte no Project Latte, que nada mais é do que um sucessor aprimorado do Astoria. E que, agora, pode ter ganhado uma previsão de lançamento.

A primeira prévia do Project Latte deve ser disponibilizada aos desenvolvedores e usuários de Windows no segundo semestre deste ano. Acredita-se que a novidade estará no pacote de atualização 21H2 e não deve contemplar os apps mais populares do Google, como Gmail, Fotos e nem a própria Google Play Store. Isso ainda não será possível porque todos esses serviços dependem de integração com o Google Play Services, que não está disponível no Windows 10.

Também segundo o Windows Latest, o projeto vai permitir que desenvolvedores compilem seus aplicativos e jogos pensados originalmente para Android no formato MSIX, que por sua vez poderão ser colocados dentro do diretório da Microsoft Store por meio de um subsistema Windows baseado no Linux.

É dessa forma que os desenvolvedores esperam que a integração dos apps seja bastante simplificada, uma vez que as ferramentas também devem utilizar APIs do próprio Windows, e não pacotes fornecidos pelo Google nos apps para Android. Obviamente, os desenvolvedores também poderão fazer testes antes de “transportarem” seus programas, jogos e aplicativos para o sistema operacional da Microsoft.

Assine a newsletter do Gizmodo

Permitir que milhões de apps para Android sejam compatíveis com o Windows 10 – e, consequentemente, disponibilizados diretamente na Windows Store – é uma grande sacada para a Microsoft impulsionar sua loja de apps que, convenhamos, não tem uma oferta muito atrativa de aplicativos, a não ser aqueles que todo mundo já conhece. Além disso, espera-se que isso melhore a experiência para usuários das versões Windows 10 ARM e Windows 10X, que não contam com a mesma quantidade de apps devido a ausências em sua arquitetura.

[Windows Latest]