Depois dos boatos que ouvimos nos últimos dias, agora é oficial: o Yahoo comprou o Tumblr. A aquisição foi anunciada, veja só, no Tumblr, e o post começa assim: “nós prometemos não estragá-lo”.

Isso é uma referência, obviamente, à completa bagunça envolvendo as aquisições feitas pelo Yahoo no passado – como o Flickr, por exemplo.

Para apaziguar os ânimos, Marissa Mayer, CEO do Yahoo, explica o que vai fazer:

O Tumblr é incrivelmente especial e está num momento muito bom. Vamos operar o Tumblr de forma independente. David Karp permanecerá como CEO. O roadmap do produto, sua equipe, sua inteligência e irreverência vão todos permanecer os mesmos, pois será a sua missão capacitar os criadores a fazer seu melhor trabalho, e colocá-los na frente do público que eles merecem.

É pelo menos reconfortante saber que Marissa Mayer pelo menos está consciente de que o Tumblr não precisa de muita interferência.

Para a legião de usuários do Tumblr, talvez seja mais reconfortante o anúncio do próprio David Karp, fundador e CEO. Ele garante a todos que o site “não vai ficar roxo”:

A sede da nossa empresa não será alterada. Nossa equipe não vai mudar. Nosso roadmap não vai mudar. E a nossa missão – capacitar os criadores a fazer o seu melhor trabalho e levá-lo ao público que eles merecem – certamente não vai mudar.

A aquisição tem uma relevância especial para os brasileiros: somos o segundo país que mais acessa o Tumblr, atrás apenas dos EUA. Então o que podemos esperar da aquisição? Bem, ambas as partes parecem bastante certas de que tudo será mais do mesmo, só que melhor. Nas palavras de Karp, “simplesmente será mais rápido para o Tumblr ficar melhor”. Mayer revela alguns detalhes:

“O Tumblr pode implementar a tecnologia de personalização e a infraestrutura de busca do Yahoo! para ajudar seus usuários a descobrir criadores, blogueiros e conteúdo que eles vão adorar… As duas empresas também trabalharão em conjunto para criar oportunidades de anúncios que sejam integrados e melhorem a experiência do usuário.”

Sim, anúncios. O Tumblr nunca teve propagandas tradicionais, e ganha dinheiro com templates pagos para seus blogs.

No entanto, desde o ano passado eles vêm testando formas diferentes de ganhar dinheiro. Por US$1, era possível destacar seu post – com uma seta vermelha, por exemplo – na dashboard dos seus seguidores. Por US$5, seu post aparecia no topo da dashboard. Depois da reação negativa dos usuários, ambos foram removidos este ano.

Mas o Tumblr ainda tem outras duas formas de rentabilizar o site: o Radar, que exibe posts promovidos na lateral; além da seção Spotlight, com os destaques da rede – você pode entrar lá pagando uma quantia em dinheiro.

Com a compra pelo Yahoo – supostamente por US$1,1 bilhão – pode esperar mais experimentos com anúncios. E claro, também espere que David Karp fique podre de rico. [Yahoo, Tumblr]